Para coomprensder a ciencia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2607 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO

Para compreender a ciência

Nas sociedades primitivas a produção de vida material era organizada de forma a garantir apenas o consumo necessário à sobrevivência do grupo, sem a produção do excedente – os produtos materiais possuíam apenas valor de uso, não tendo valor de troca, já que esta praticamente inexistia.
O produto desse trabalho era coletivo, sendo dividido por todo o grupo.A propriedade da terra era igualmente coletiva. As sociedades primitivas estruturavam-se, portanto, em torno da produção e do rito magico, que organizava, num certo sentido, a própria vida econômica. O desenvolvimento de técnica e utensílios e sua melhor utilização levaram a uma produção excedente, uma produção que ultrapassava as necessidades imediatas do grupo. A apropriação do produtotornou-se cada vez mais individual, baseada na propriedade privada, levando as trocas, e pouco a pouco a produção mercantil.
O desenvolvimento da produção mercantil associado ao desenvolvimento do escravismo são aspectos fundamentais para a compressão da civilização grega. Foi na Grécia antiga, num período que se estendeu do século VΙΙ ao século ΙΙ a.c., que pela primeira vez, o pensamento cientifico –filosófico tornou-se abstrato e surgiram tentativas de explicar racionalmente o mundo, em contraposição as explicações míticas produzidas ate então. O conhecimento racional se se opõe ao mítico, pois é um conhecimento sobre a qual se problematiza e não simplesmente se crê; No período que se estendeu do século XΙΙ ao século VΙΙ a.C. denominado homérico, desenvolveram-se as bases da civilizaçãogrega. Como resultado desse movimento de ocupação desenvolveu-se no período entre 1700 e 110 a.C., a civilização micênica. A civilização micênica, baseada na agricultura e artesanato desenvolvidos e na utilização do bronze, era dirigida por uma nobreza de nascimento, militarmente organizada, enriquecida pelo saque e pela posse de terra.
Por volta de 1200 a.C., um outro grupo grego- os dório- passou aocupar a Grécia, tomando gradativamente, a Grécia continental, o Peloponeso e as ilhas do mar egeu. Uma dessas consequências dessa invasão foi o primeiro movimento de colonização grega.
Um conjunto de consequências afetas de forma significativa a organização político-social e o desenvolvimento técnico. Os dórios ganizavam-se politicamente e economicamente num regime de génos, enquanto a sociedademicênica estava organizada num regime de servidão coletiva, em torno de um rei com poderes econômicos, políticos, militares e religiosos. Os dórios trouxeram ainda um importante conhecimento técnico- o uso do ferro.
Esse conjunto de fatores levou, então, a formação de um novo período na historias da Grécia-homérico-, que se caracterizou pela substituição da realeza (presente na civilizaçãomicênica) pela aristocracia. As decisões relativas à vida do grupo passaram a ser baseadas em discussões publicas, ainda que delas participassem apenas uma parcela da população – os cidadãos.
Nesse período, as comunidades estavam baseadas numa economia rural, com a produção de cereais, óleo, vinha, horticultura e pastoreio. Também a tecelagem, a fiação e o artesanato de metal e cerâmica eram atividadeseconômicas importantes. Era trazido de fora o metal necessário à produção de instrumentos de trabalhos e os escravos, conseguidos pela pilhagem e troca na forma de presente (que, frequentemente, eram revestidos da conotação de compromisso de amizade e cooperação).
Da união da génê, fratriais e tribos surgiram as cidades como centro de organização politica. Nelas conviviam diferentes grupossociais: a aristocracia, os artesãos, os trabalhadores liberais (arautos, médicos, etc.), que geralmente mantinham profissões paternas, os pequenos proprietários e os trabalhadores sem-terra e sem qualquer profissão especializada. Encontravam-se ainda escravos. Essa forma de escravidão se caracterizou por ser, naquele momento, patriarcal ou domestica, em o trabalho escravo era feito lado a lado com...
tracking img