Para atravessar contigo o deserto do mundo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1181 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Saga relata a vida e o drama de uma família de marinheiros de Vig, uma pequena ilha nórdica. A personagem principal tem o nome de Hans cujo grande desejo é tornar-se marinheiro. O pai deste, com a morte dos seus irmãos mais novos, Gustav e Niels, num naufrágio, proíbe Hans de ser marinheiro, mas ele foge para o mar.
Em Agosto chega a Vig, vindo da Noruega um cargueiro inglês cujo seu nome era"Angus" onde Hans se alistou como grumete. Atravessaram as tempestades da Biscaia. Chegaram a uma cidade desconhecida, o Porto. Hans amou desde o primeiro dia a cidade. Alguns dias mais tarde Hans e o capitão do barco tiveram uma discussão e nessa noite Hans fugiu do barco sem o seu capitão saber. Encontrou um inglês chamado Hoyle que o ajudou e fez dele um misto de empregado e de filho adoptivo.A sua adolescência decorreu entre os cais, os armazéns e os barcos.
Dois dias depois de Hoyle ter acolhido Hans, comprou-lhe roupa, papel e caneta. Hans enviou uma carta à sua família a pedir desculpas pela fuga, as razões que o levaram a fugir, as suas aventuras e o seu paradeiro. Meses depois a sua mãe respondeu à sua carta dizendo-lhe para não voltar a Vig, pois seu pai não o aceitaria devolta. Os anos passaram e Hans aprendeu a arte de navegar e a arte de comerciar. Aos 21 anos Hans já era capitão de um navio de Hoyle e homem de confiança nos negócios.
Desde muito cedo Hans conheceu as ilhas do Atlântico, as costas de África e do Brasil, e os mares da China. Ao fim de longos meses, Hans regressou à sua cidade de adopção e Hoyle entregou-lhe as cartas que recebera na sua ausência,as cartas da sua mãe. Todas as cartas diziam para Deus o abençoar e que não voltasse a Vig, pois o pai não o receberia. Quando já passada a sua primeira mocidade, Hoyle adoeceu e pediu a Hans para ficar com ele. Hans ficou, deixou de ser seu empregado e passou a ser seu sócio. Hans tratava agora de todos os negócios de Hoyle e à noite relatava-lhe todo e, de seguida, bebiam juntos um copode vinho.
Escreveu ao pai passado uns tempos dizendo-lhe que não era mais um navegador entre as ondas e o vento. Que era agora um homem estabelecido, em terra firme e que iria voltar a Vig. A sua mae respondeu-lhe dizendo-lhe que seu pai não o receberia. Associado a Hoyle, Hans começou a criar uma fortuna pessoal. Algum tempo depois, casou-se com a filha dum general liberal que desembarcara em Mindelo.Chamava-se Ana e tinha a cara redondinha e rosada e cheirava a maçã, tal como a primeira mulher criada e como a casa onde ele nascera. Como tinha cabelo loiro, lembrava-lhe as tranças das mulheres de Vig. Pouco antes do casamento de Hans, Hoyle morrera e Hans formara agora a sua própria firma, cuja prosperidade crescia. Hans era agora um homem rico. E foi no tempo das últimas camélias (vermelhas,pesadas e largas) que nasceu o primeiro filho de Hans.
Tinha sido acordado que o bebé iria ser baptizado no sétimo dia de vida e que, após o baptizado o primeiro barco de Hans iria ser lançado à água. Quando tudo se preparava para o baptizar, o bebé na madrugada do sexto dia adoeceu, foi baptizado de urgência e foi-lhe posto o nome de Sören. Nasceu o segundo filho de Hans no tempo das primeirascamélias, em Novembro do ano seguinte. Os anos foram passando e a riqueza de Hans aumentando. Nasceram-lhe mais cinco filhos e duas filhas, aumentou também o número dos seus barcos e a extensão dos seus negócios. A sua antiga fuga de Vig fora, de alguma maneira, inútil. Nem a traição lhe dera o seu destino. E entre negócios e nostalgia, viagens e empreendimentos os anos foram passando.
Noentanto, parecia a Hans que algo em sua vida, embora tão tarde, era ainda espera e espaço aberto, possibilidade. Quando a mãe morreu, ele escreveu novamente ao pai mas dele, nunca viera resposta e foi aí que Hans compreendeu que jamais regressaria a Vig. Passados alguns meses comprou uma quinta que do alto de uma pequena colina descia até ao cais de saída da barra. Hans mandou fazer grandes obras....
tracking img