Papel da psicologia sobre a violencia na escola.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 21 (5163 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 18 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Papel da psicologia sobre a violencia na escola.

A atuação do psicólogo escolar abrange desde os alunos, seus familiares até os funcionários da instituição. Este tem como função otimizar o processo de ensino aprendizagem, trabalhando os aspectos cognitivos, sociais, emocionais, e motores além de realizar uma intervenção prática no cotidiano escolar, com o objetivo de promover a saúde mental eprevenir as dificuldades vividas no processo de escolarização.

Cabe também ao psicólogo escolar avaliar as possíveis dificuldades de aprendizagem e ou problemas que possam surgir nesse processo, orientando os familiares e professores sobre qual seria a melhor maneira de lidar com os mesmos e encaminhar o caso quando necessário; acolher os alunos e profissionais quando surgir algum problema oudúvida; difundir e discutir temas no âmbito escolar, relacionados aos conhecimentos da psicologia, que possam melhorar o processo educacional.

O psicólogo escolar deve atuar também como Agente de mudanças mobilizando a comunidade em suas funções e relações sociais, indagar as comunicações e relações interpessoais ali estabelecidas; questionar junto à equipe técnica pedagógica os fatoresculturais, sociais e econômicos de sua comunidade escolar, visando a qualidade de ensino, em relação a satisfação dos profissionais da educação quanto ao rendimento e satisfação dos alunos, objetivando reduzir a repetência e evasão escolares. É importante também que o psicólogo acompanhe a execução dos programas de reeducação psicopedagógicas.

O psicólogo escolar atua mais especificamente no sentido decolaborar no planejamento de currículos escolares e na definição de técnicas de educação mais eficazes para melhor receptividade e aproveitamento do aluno. Na orientação de pais em situações em que houver necessidade de acompanhamento e encaminhamento do aluno para outros profissionais, como por exemplo o Psicólogo Clínico. Orientar os professores sobre como trabalhar em sala de aula levando emconsideração os aspectos educacionais implementando a metodologia de ensino de forma que favoreça a aprendizagem e o desenvolvimento intelectual, social e emocional do aluno; desenvolver orientação vocacional e profissional a fim de contribuir com a melhor adaptação do aluno no mercado de trabalho;trabalhar questões da adaptação dos alunos;enfim este profissional deve atuar como facilitador dasrelações interpessoais da equipe escolar.
Baseando no artigo de Raul Mário Ageno "O psicólogo na (s) instituição (ções) educativa(s)" e Luciana Castrillon Andreazzi "Uma história do olhar e do fazer do psicólogo na escola", observa-se que o lugar do psicólogo na escola ainda está sendo conquistado.
Numa retrospectiva histórica da atuação escolar do psicólogo, teremos o seu ingresso através dosdenominados gabinetes psicopedagógicos onde havia um pedido de auxílio, em relação aos alunos com déficit de aprendizagem e àqueles com dificuldade de adaptação as normas (alunos "problemas"). Assim, a psicologia era solicitada como um instrumento cientifico a serviço da educação para fins orientativos. Como resposta a tal demanda a psicologia atuava com testes psicométricos projetivos, entrevistas, queterminavam por rotular os alunos. Esse processo também englobava o aconselhamento dos pais e professores com fins de encaminhamento para o tratamento terapêutico.
Neste momento evidencia-se uma dificuldade na escola em refletir e questionar sobre seu próprio andamento institucional, depositando parte da responsabilidade sobre o fracasso de aprendizagem do aluno. Sendo o aluno o real depositárioda problemática evidenciada pela escola ao psicólogo, nesta etapa não era possível interpretar a demanda da escola. Considerando que o trabalho está envolvido por um local, pessoas, e normas, o psicólogo deparou-se com limitações institucionais educativas implícitas que o impossibilitaram de ir além do exposto.
Tomando como principio norteador a teoria Psicanalítica teremos que as ferramentas...
tracking img