Panorama

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2333 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
SUMÁRIO

1. PANORAMA ECONOMICO, 2
2.1. INTRODUÇÃO, 2
2.2. DIMENSÕES E DESIGUALDADES SÓCIO-ECONÔMICAS, 3
2.3. ABORDAGEM HISTORICA NA ECONOMIA BRASILEIRA, 4
2.4. DESENVOLVIMENTO REGIONAL E IMPACTO FINANCEIRO, 7

2. O PROBLEMA ECONOMICO
3.5. A RAZÃO DE SER ECONOMIA POLITICA, 9
3.6. A ESCASSEZ E A IMPORTANCIA DOS FATORES DE PRODUÇÃO NO PROCESSOECONOMICO, 9
3.7. O APROVEITAMENTO DOS RECURSOS PARA MAXIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO GLOBAL DA ECONOMIA DAS CURVAS DE POSSIBILIDADES DE PRODUÇÃO E A LEI DOS RENDIMENTOS DECRESCENTES, 11
3.8. AS QUESTÕES CENTRAIS DA ECONOMIA E A INSERÇÃO DAS ORGANIZAÇÕES NO AMBIENTE ECONOMICO, 12

3. CONCLUSÃO, 13

4. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS, 14

1. PANORAMA ECONOMICO

2.1. INTRODUÇÃONa passagem do século XX para o XXI, poderíamos perguntar-nos o que teria ocorrido com a economia vbrasileira ao longo do século que termina.
A economia brasileira cresceu. Por um lado a população multiplicou-se quase 10 vezes ao longo do século. Em 1990 havia pouco mais de 17 milhões de residentes, já em 1950, esse número salta para quase 52 milhões, e no ano 2000 a população alcança169,5 milhões de pessoas.

EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO BRASILEIRA (1990 – 2000)

Comparando-se com a população mundial, a brasileira cresceu em média 2,28% a.a., enquanto a taxa anual de crescimento da polução mundial foi de 1,36% (de longo do século XX), Nesse sentido, além de territorialmente ser um dos maiores países do mundo, com mais de 8.500 mil km², também é uma das nações mais populosas.OS 10 MAIORES PAÍSES DO MUNDO

A produção e a geração de renda brasileira também sofreram forte expansão. Medindo-se esta produção por meio do PIB ( Produto Interno Bruto ) que é o indicador básico na avaliação do crescimento econômico de um país.
Em termos internacionais, o produto nacional (PNB) brasileiro é atualmente um dos maiores do mundo, mas apesar do forte crescimento aeconomia brasileira ainda deixa a desejar em termos de desenvolvimento.
Até a década de 30, o Brasil era considerado um país agroexportador, um país eminentemente agrícola, sua população estava concentrada na zona rural, e sua produção dependia da agricultura destinada ao mercado externo. A partir do século XX, reverte-se este “modelo “ econômico por meio da industrialização por substituição deimportações.Essa transformação , alem de promover a industrialização de nossa economia, implicou também uma forte urbanização do país.
O Brasil pode ser considerado hoje um país razoavelmente urgbbanizado e industrializado.

2.2. DIMENSÕES E DESIGUALDADES SÓCIO-ECONÔMICAS

A população economicamente ativa, representa os potenciais trabalhadores/ produtores do país.
Além disso,alterações na composição etária ou na distribuição regional desta população têm importantes implicações sobre o país.
Os dados populacionais são obtidos por meio dos chamados Censos Demográficos, realizados no Brasil em 1872, 1890, 1900, 1920 e, desde 1940, realizados de 10 em 10 anos, com exceção daquele realizado em 1991 e não em 1990, como era previsto.
O crescimento populacional de uma regiãoou de um país deve-se a combinação de três fatores básicos: a mortalidade, a natalidade3 e o saldo migratório ( diferença entre as pessoas que saem e entram definitivamente na região

TAXA DE CRESCIMENTO POPULACIONAL = TAXA DE NATALIDADE – TAXA DE MORTALIDADE + TAXA DE MIGRAÇÃO

Taxa de natalidade = nascimentos/ população
Taxa de mortalidade = óbitos / população
Taxa de migração =saldo migratório / população

Parte do crescimento populacional brasileiro até a década de 30, é explicada por entrada de estrangeiros no país. O restante é explicado pelo crescimento vegetativo, a diferença entre nascimentos e óbitos. Mas a partir da década de 30 há um “fechamento” da população brasileira, as migrações externas com destino ao Brasil diminuem.
A partir da década de 40 , os...
tracking img