Palmeiras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4245 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PROER - Programa de Estímulo à Reestruturação e ao Fortalecimento do Sistema Financeiro Nacional
 
Programa estimula a reestruturação de bancos
Em vários países do mundo ocorre o processo de fusões de bancos. Há, nessas instituições, uma imperiosa necessidade de crescerem em tamanho como forma de concorrer com outras corporações participantes do cenário financeiro internacional. Enquantono comércio a globalização da economia se dá de forma lenta e por meio dos blocos econômicos, o setor financeiro mundial já é uma aldeia global. Mas, por que os países do mundo vivem essa necessidade? Basicamente pela grande transformação dos mercados financeiros, que retirou dos Estados Unidos o controle autônomo de suas moedas internas. A moeda hoje é um bem global. Segundo estimativas,US$11trilhões trafegam incessantemente de um lado para outro do planeta em busca de bons lucros, não importa em qual idioma.
O Brasil também está sujeito a esse redemoinho. É o efeito da globalização mexendo com a nossa realidade. Nosso país tem o maior e, provavelmente, o mais complexo sistema financeiro na América Latina, cujo desenvolvimento, nos últimos trinta anos, foi marcado pelo processoinflacionário. As reformas institucionais e as grandes mudanças legais e normativas nesse período foram determinadas em grande medida pelo processo de combate à inflação. O longo período de convivência com o processo inflacionário permitiu que ganhos proporcionados pelos passivos não remunerados, como os depósitos à vista e os recursos em trânsito, compensassem ineficiências administrativas e, atémesmo, concessões de crédito de liquidação duvidosa.
Diante do novo quadro de estabilidade de preços, desejado pela sociedade brasileira após várias tentativas frustradas, verificou-se uma total incapacidadede de nossas instituições financeiras em promover espontâneamente os ajustes necessários para sua sobrevivência nesse novo ambiente econômico. Num universo com 265 bancos, com mais de 16 milagências, 11 mil postos de atendimento adicionais (sem contar as caixas econômicas, com 1.800 agências - veja quadro abaixo), dezenas de bancos quebraram, gerando enormes custos financeiros e sociais.
|INSTITUIÇÕES NO PAÍS |
|Tipos |Sedes |Agências no país |
|fonte:DECAD/DIVIN  |
|Position on 09.01.95 |
|BANCOS COMERCIAIS |35 |4.137 |
|BANCOS MÚLTIPLOS |208 |11.496 |
|BANCOS DE DESENVOLVIMENTO|6 |9 |
|BANCOS DE INVESTIMENTO |16 |45 |
|CAIXAS ECONÔMICAS |2 |1.829 |
|SOC. COOPERATIVAS |926 |- |
|SOC. DE CRÉD. FINAN. E INVEST. |44 |105|
|SOC. CORRETORAS DE TÍT. E VAL. MOB. |226 |360 |
|SOC. CORRETORAS DE CÂMBIO |47 |56 |
|SOC. DISTRIBUIDORAS |348 |563 |
|SOC. DE INVESTIMENTO |4 |0 |
|SOV. DEARRENDAMENTO MERCANTIL |77 |127 |
|SOC. DE CRÉDITO IMOBILIÁRIO |19 |27 |
|FUNDOS DE INVESTIMENTO E DE APLIC. |966 |0 |
|ASSOCIAÇÕES DE POUP. EMPR. |2 |1 |
|ADMINISTRADORAS DE CONSÓRCIO...
tracking img