Palestina nos tempos de Jesus

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 35 (8683 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de junho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
HISTÓRIA DA PALESTINA NO TEMPO DE JESUS
por Fernando Antonio da Silva

1. INTRODUÇÃO

Estudar a história da Palestina da época de Jesus é com certeza de grande importância e valia para quem quer compreender melhor as narrativas dos Evangelhos, Atos dos Apóstolos e as Cartas Paulinas, pois compreender os costumes, a cultura, a forma como o homem contemporâneo de Jesus pensava, agia, fazia,vivia, nos trará com mais clareza tudo o que há “por detrás” da mensagem cristã e ter uma visão melhor das origens do cristianismo. Embora esta obra seja bastante condensada, pode ser útil para se compreender aquela época, ajudando assim na tarefa de interpretar e entender os textos sagrados do Novo Testamento.

1.1. Sentido do termo “Palestina”

O termo “Palestina” foi usado primeiramente porAdriano, imperador de Roma de 117 a 138 d.C., depois da conquista e expulsão dos judeus de Jerusalém em 135. A região era conhecida como “Israel” (1 Sm 13.19; 1 Cr 22.2; Mt 2.20), uma “herança” dos hebreus que a conquistaram dos filisteus, era também conhecida como terra de Canaã. Após a grande diáspora judaica de 135 d.C., o lugar foi transformada em uma grande área comercial, já que era passagemde muitos mercadores vindos da Europa, Ásia e África, e todos se referiam a ela como “Palestina” que quer dizer “terra dos filisteus”...

2. POLÍTICA

Em sua política expansionista Roma chega ao Oriente Médio em 63 a.C., por meio do general Pompeu. Era um Império que nesta época crescia constantemente. Depois de cinco séculos sua dominação já se estendia á parte da Europa, da Ásia e daÁfrica. Assim também a Palestina passou a fazer parte do Império Romano.
A Palestina então era uma região de localização estratégica, por ser uma região de passagem havia um constante trânsito de soldados, comerciantes, mensageiros, diplomatas. Essa região possuía cidades importantes para o comércio, como Cesaréia e Jerusalém, onde havia estradas bem estruturadas e portos que facilitavam a comunicação eo transporte de mercadorias e pessoas.
Durante todo o período do novo Testamento a Palestina foi governada por membros da família herodiana, descendentes dos asmoneus, ou então por procuradores diretos de Roma. Na época do nascimento de Jesus quem governava era Herodes o Grande. Era um homem que desconfiava constantemente de conspirações. De fato, o ambiente da família de Herodes era de ganânciae luta pelo poder. A situação era tal que ele acusou dois de seus filhos de conspirar contra ele condenando os mesmos à morte. Herodes morreu em 4 a.C., cinco dias antes um outro filho seu Antípatro havia sido executado acusado de conspiração. Os judeus o consideravam como um tirano egoísta, mas os romanos como um vassalo fiel. Após sua morte seus filhos sucederam-no. Arquelau reinou na Judéia de4 a.C. – 6 d.C. Herodes Antipas foi nomeado tetrarca da Galiléia e da Peréia de 4 a.C. – 39 d.C. ambos foram parar no exílio, Arquelau devido às queixas dos Judeus contra ele, e Antipas por ordem de Calígula (37 – 41 d.C.).
O terceiro filho de Herodes, Filipe (4 a.C – 34 d.C) foi tetrarca das regiões da Ituréia e traconites (Lc 3.1). Tudo indica ter sido um governante justo e benevolente, aocontrário de Arquelau que foi cruel e despótico. Filepe morreu em 34. d.C. e seu território passou para o domínio de Herodes Agripa I.
          Após a morte de Arquelau, sua tetrarquia foi governada por procuradores romanos, eram os territórios de Judéia, Samaria e Iduméia. Dentre os procuradores o quinto deles ficou sendo o conhecido, Pilatos, devido à crucificação de Jesus.
          Quirino,que era governador da Síria, foi enviado a Judéia no ano 6 d.C para realizar um recenseamento para efeitos de tributação, o que provocou o descontentamento de alguns judeus que foram liderados por um galileu chamado Judas. Atos 5.37 faz menção dele.
          Herodes Agripa I, herdeiro da família dos macabeus ou hasmoneus, tendo o apoio dos fariseus por ser um observador de Lei conseguiu...
tracking img