Paif nos cras

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1449 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Introdução

O que nos levou a pesquisar sobre a comunidade foi à descoberta das tradições o desenvolvimento na comunidade e nas questões sociais.
Local isolado, formado por escravos negros fugidos... Esta talvez seja a primeira idéia que vem à mente quando se pensa em quilombo. Se pedirem um exemplo, o Quilombo de Palmares, com seu herói Zumbi será certamente a referência mais imediata.
Essanoção remete-nos a um passado remoto de nossa História, ligado exclusivamente ao período no qual houve escravidão no País. Quilombo seria, pois, uma forma de se rebelar contra esse sistema, seria onde os negros iriam se esconder e se isolar do restante da população.
A primeira comunidade Quilombola surgiu no ano de 1590 em Alagoas com o nome de Zumbi dos Palmares foi comunidades livres, formadapelos escravos que reagiram e fugiram da escravidão. Eram sociedades livres aos quais os senhores consideravam refúgio de marginais. Nos Quilombos, viviam uma verdadeira fraternidade. Unidos, os irmãos trabalhavam, rezavam e partilhavam os bens ali produzidos, sem exploração. Nos Quilombos não viviam apenas negros para lá iam, também, índios e brancos marginalizados. Era o lugar dos pequenos.
Oque caracterizava o quilombo, portanto, não era o isolamento e a fuga e sim a resistência e a autonomia. O que define o quilombo é o movimento de transição da condição de escravo para a de camponês livre.
Segundo Almeida (2002) é considerado Quilombo “toda habitação de negros fugidos, que passam de cinco em parte despovoada, ainda que não tenham ranchos levantados e nem se achem pilões nele”.
Nascomunidades de Boa Esperança e Cacimbinha, notou-se que as tradições ainda são mantidas e passadas dos mais velhos aos mais jovens como: o Jungo (dança tradicional dos Quilombolas), comidas típicas (rapadura, biju, melado, farinha de mandioca) e a tradicional feijoada que na época foi criada dos miúdos de porcos que os Senhores se recusavam a comer e passavam para os negros que se desempenhavamnas tarefas, entre outras tradições está a de trançar os cabelos das mulheres onde as mães ensinavam as suas filhas e as mais velhas trançavam os cabelos das mais novas até que essas aprendessem e iam tranças das outras, hoje essa tradição não está tão em evidência pelo fato dos produtos químicos existentes, hoje as tranças são usadas somente por vaidade.
Todos são iguais em direitos e deveres decidadania. Todos nós temos os mesmos direitos de acesso a direitos elementares, a começar pelo direito à alimentação adequada, saúde, educação, moradia e, sempre que necessário direito à assistência. Mas as necessidades são diferentes. Há muitos casos específicos, que pede do poder público, ações diferenciadas de modo a garantir essa igualdade de direitos e oportunidades.
Obejtivos
Geral:Promover o direito dos Quilombolas à vida com qualidade; no meio rural e nas comunidades tradicionais, respeitando suas especificidades garantindo o acesso a bens, equipamentos agrários e serviços públicos.
Promover os direitos dos Quilombolas no acesso a terra, a reforma agrária e ao desenvolvimento rural e sustentável.
Promover a visibilidade da contribuição cultural dos Quilombolas na sociedadebrasileira, por meio da divulgação das suas diferentes formas de expressão.
Assegurar a incorporação da perspectiva geracional nas políticas pública direcionada aos Quilombolas.
Promover a autonomia econômica e financeira dos Quilombolas, considerando as dimensões étnico-raciais, geracionais, regionais e de deficiência.
Os quilombos não pertencem somente a nosso passado escravista. Tampouco seconfiguram como comunidades isoladas, no tempo e no espaço, sem qualquer participação em nossa estrutura social.
Ao contrário, as mais de 2 mil comunidades quilombolas espalhadas pelo território brasileiro mantêm-se vivas e atuantes, lutando pelo direito de propriedade de suas terras consagrado pela Constituição Federal desde 1988.

Específicos:
Promover políticas de ações afirmativas no...
tracking img