Paciente com cor e os cuidados de enfermage,

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2234 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO
A dor é uma das principais causas de sofrimento humano, comprometendo a qualidade de vida das pessoas e refletindo no seu estado físico e psicossocial. A dor é, sem dúvida, uma das mais íntimas e exclusivas sensações experimentadas pelo ser humano, envolve vários componentes sensoriais, afetivos e cognitivos, sociais e comportamentais. Embora uma pessoa consiga sobreviver com dor, elainterfere no seu bem-estar, nas relações sociais e familiares, no desempenho do seu trabalho, influenciando assim a sua qualidade de vida. Portanto, a avaliação da dor se constitui uma premissa na prática do enfermeiro, buscando um cuidado individualizado e dirigindo-se à causa desencadeante da dor a fim de aliviá-la.
A Agência Americana de Pesquisa e Qualidade em Saúde Pública e a SociedadeAmericana de Dor preconizaram a avaliação e registro sistemático da dor, concomitante com os outros sinais vitais, instituindo a dor como o 5º sinal vital. Porém, a dor continua sendo subtratada e subnotificada, pois poucos profissionais de saúde possuem conhecimento sobre este tema.

DESENVOLVIMENTO
Dor é experiência cotidiana nas instituições de saúde, de trabalho e no domicilio. Em muitoscasos, mais do que um sintoma, a dor é a doença em si, e seu controle é o objetivo do tratamento. De sua vivência resultam alterações biológicas, psicossociais e sofrimento. Há prejuízo de sono, do trabalho, da movimentação e deambulação, ocorre alteração do humor, da capacidade de concentração, do relacionamento familiar, da atividade sexual e apreciação pessimista e desesperançada da vida. É umfenômeno cuja etiologia e manifestação são multidimensionais, com base teórica advinda de várias ciências. Os aspectos biológicos, emocionais e culturais da experiência dolorosa justificam o uso de intervenções múltiplas, farmacológicas e não – farmacológicas, para o seu alivio. A avaliação da experiência dolorosa deve estar apoiada no que se compreende como dor. Dor foi conceituada pela AssociaçãoInternacional para Estudos da Dor (IAP) como “uma experiência sensorial e emocional desagradável, associada a um dano real ou potencial dos tecidos, ou descrita em termos de tais lesões. Por ser subjetiva, não existe uma maneira precisa de mensurá-la. Deve-se efetuar a colheita da história da doença e do quadro álgico. A atenção deve estar voltada para fatores psicológicos e sociais que podemconfundir uma queixa. Cada indivíduo aprende a utilizar este termo através de suas experiências prévias traumática.
A dor afeta pelo menos 30 % dos indivíduos durante algum momento da sua vida e, em 10 a 40% deles, tem duração superior a um dia. Constitui a causa principal de sofrimento, incapacidade para o trabalho e ocasiona graves conseqüências psicossociais e econômicas. Atualmente os enfermeirosdesempenham um papel central no gerenciamento da dor e assumem significativa responsabilidade para garantir segurança e manejo efetivo do sintoma, englobando a educação do paciente e família, avaliação da dor, colaboração com a equipe multidisciplinar, implementação de regimes analgésicos e monitorização das respostas às terapias. A adequada avaliação da dor, realizada de forma sistemática eregistrada, constitui-se condição indispensável para o controle do sintoma, fazendo com que fosse considera como 5º sinal vital, a partir da última década, devido à importância que deve ser dada no seu controle e registro.
O enfermeiro é o profissional da área da saúde que permanece mais tempo junto ao paciente com dor, portanto, tem a oportunidade de contribuir muito para aumentar o conforto dopaciente e aliviar sua dor, através de cuidados especiais oferecidos para o conforto do paciente, de modo que ele possa desenvolver sua capacidade funcional.
O Enfermeiro deve reconhecer e saber identificar "indícios da dor". Esta é uma tarefa que pode gerar dificuldades, visto que pacientes e profissionais podem ter concepções diferentes da dor. Esta pode apresentar-se de diversas maneiras, tais...
tracking img