outros

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (663 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
 De acordo com os moradores da rua Zola Cícero, próximo à avenida Mascarenhas de Moraes, no bairro Monte Castelo, que não quiseram se identificar por medo, Carlos possuía uma rixa com todos osvizinhos. “Desde que ele mudou para cá, ele começou a brigar com os vizinhos”, relataram.

Eles disseram que já esperavam que algo iria acontecer, pois o policial aposentado andava pela rua com a arma amostra, para intimidar os vizinhos. “Ele era louco, um psicopata”, contou um morador.

O irmão da vítima, Roberto José Rech, 29 anos, afirmou que o investigador tem esquizofrenia e por isso teriasido afastado da corporação. Segundo ele, a rixa surgiu há dez anos por causa de um terreno que fica ao lado da casa do ex-policial.

Os vizinhos explicaram que no dia do homicídio Carlos estavabrigando com um homem, que estaria cortando a grama de um morador, pois ele fazia muito barulho. “Ele encrencava com todos, neste dia ele brigou com esse homem, dizendo que ele estava fazendo muitobarulho”, comentaram.

Um homem, que não se identificou, alegou que, no dia do homicídio, Roberto não estaria participando da briga. “Carlos e seus dois filhos, que também estavam armados, correram atrásdo homem, mas não conseguiram alcançá-lo, disparando um tiro em direção dele, porém não acertou”, disse.

Por conta da situação, José, que estava chegando em casa no momento da briga, olhou paraCarlos, segundo a testemunha, e riu, então o ex-policial atirou contra o comerciante. “Ele atirou, então José gritou e falou que era somente uma brincadeira, mas mesmo assim ele disparou mais trêsvezes”, completou.

Mesmo caído, conforme os moradores, Carlos começou a gritar e gesticular para a vítima, sendo interrompido pelo seu filho, fugindo no carro da família. O Corpo de Bombeiros foiencaminhado até o local, porém o comerciante já havia morrido.

Carlos Roberto ainda está foragido e os moradores temem que ele volte ao bairro. “Eu acho que ele vem aqui todas as noites percorrer o...
tracking img