Ostiomelite

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2309 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Osteomielite

O termo osteomielite, etimologicamente significa inflamação do osso e medula óssea e, atualmente, é empregado como sinônimo de infecção óssea.
O curso das supurações ósseas foi modificado fundamentalmente após advento da penicilina quando as elevadas taxas de mortalidade diminuíram drasticamente. Porém, se a osteomielite não causa tantos óbitos como antes da era antibiótica, nem porisso deixou de ser um problema. Esta doença tem modificado suas características ao longo das décadas, trazendo grandes dificuldades no tratamento. Particularidades do tecido ósseo, tipo de microorganismo envolvido, características do hospedeiro, são fatores que contribuem para grande tendência à cronificação e ao desenvolvimento de seqüelas.
Concorrem ainda para a alta taxa de morbidade asinfecções que advêm de fraturas expostas decorrentes de acidentes com máquinas motorizadas e do crescente número de cirurgias ortopédicas.
Há três maneiras de um microorganismo infectar o osso. A primeira delas é por meio da contaminação de uma ferida cirúrgica ou de uma fratura exposta; a segunda, pela disseminação para o osso de um foco infeccioso antigo adjacente, comumente representado por uma úlceracrônica (úlceras plantares das neuropatias periféricas, diabetes, alcoolismo, hanseníase, etc.; das insuficiências arteriais periféricas e varizes) e, a terceira, por meio da via sanguínea com embolização de foco infeccioso à distância. Tem-se, respectivamente, a osteomielite pós-traumática, por contigüidade e hematogênica. Estes três tipos diferem entre si quanto às características do pacienteacometido, antecedentes, microorganismo envolvido, osso afetado, evolução, etc., e, apesar de terem em comum o processo infeccioso ósseo, comportam-se quase como doenças distintas.
A osteomielite hematogênica acomete tipicamente a criança ou adulto jovem. Ocorre mais freqüentemente em pessoas de baixo nível sócio-econômico ou em indivíduos com deficit do sistema imunitário como aqueles submetidos àcorticoterapia, quimioterapia ou portadores de doenças debilitantes. A idade de maior incidência é dos 5 aos 14 anos e o sexo masculino é 3 a 4 vezes mais acometido que o feminino. Os ossos longos são mais afetados que os chatos, sendo que em torno de 60% dos casos localizam-se no fêmur ou tíbia, com nítida predileção pelas metáfises destes ossos.
A irrigação do osso é feita por vasos epifisários,periosteais e por ramos da artéria nutriente. Esta penetra no córtex pelo forâmen do mesmo nome vai até o canal medular e aí se divide em ramo ascendente e descente. Mediante sucessivas ramificações, as artérias atingem a metáfise onde, próximo da placa de crescimento, o sangue chega até sinusóides que confluem para formar o sistema venoso ósseo.
De acordo com a lei de Castelli, nos pequenosvasos arteriais o sangue encontra-se escoando em grande velocidade, porém, ao atingir os amplos sinusóides ocorre diminuição brusca da velocidade, com tendência à estagnação.
Êmbolos sépticos provindo de focos infecciosos distantes, como ouvido, faringe e pele, podem penetrar no sistema arterial ósseo e alojar-se na metáfise, favorecidos pela baixa velocidade sangüínea nos sinusóides. Aí osmicroorganismos encontram condições favoráveis para desenvolvimento devido à grande vascularização. Ocorre reação inflamatória local que, depois, se amplia provocando trombose e originando um abscesso intra-ósseo.

O tecido ósseo é inelástico de modo que o abscesso fica submetido à grande pressão que impulsiona o material purulento através das lacunas metafisárias, com destruição de lamelas e, também,através do sistema de canais do osso que passa a funcionar como elemento de escoamento do pus e de propagação da infecção. O canal medular é alcançado, a medula óssea atingida (mielite). Habitualmente a placa de crescimento representa uma barreira à propagação da infecção em direção da epífise, pois, após os 18 meses, esta estrutura é avascular. Antes desta idade vasos metafisários podem cruzar a...
tracking img