Osmose inversa

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1408 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
GT Águas – Artigos Técnicos

Jorge Gomes do Cravo Barros Assessor em geologia da 4ª CCR

OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber
Introdução: entendendo a dessalinização natural das águas A água é a substância mais abundante no planeta Terra, ou no “planeta Água”, cobrindo cerca de 71% de sua superfície. O volume de água livre sobre a Terra é estimada em 1.4 bilhões de km3, mas,97% dessa água é salgada ou salobra. Os 3% restantes são de água doce, dos quais apenas 0,323 % está disponível para o consumo humano1 (Fig.1).

FIG. 1 – DISTRIBUIÇÃO DAS ÁGUAS NO PLANETA TERRA.
Fonte: Cravo, J.G., 2008

A circulação dessa água na Terra forma o que se denomina Ciclo Hidrológico, que é um processo contínuo e natural, que se comporta como um sistema físico fechado, seqüencial edinâmico2 (Fig 2). Nesse macro-sistema, devido à ação da energia solar, ocorre a evaporação e a dessalinização de um imenso volume de água dos oceanos, dos mares e do continente. Nessa fase do processo, os sais permanecem na solução inicial e os vapores, por condensação, vão formar as nuvens. Essas, originam as chuvas e outras formas de precipitação. Essa água doce, que faz parte da hidrosfera,rola sobre a superfície da Terra ou infiltra-se, reassimilando uma nova carga salina e assim, fecha-se o ciclo.

1 SHIKLOMANOV, I. A. World Water Resources – A New Appraisal and Assessment for the 21st Century. Paris: United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization – UNESCO, 1998 2. BARROS, J.G.C - Origem, Distribuição e Preservação da Água no Planeta Terra. Revista das Águas/GTÁguas, novembro/2008.

OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber

1

GT Águas – Artigos Técnicos

FIG. 2 – O CICLO DAS ÁGUAS.
Fonte: Cravo, J.G., 2008

Esse quadro de disponibilidade hídrica mundial tende a se agravar, gerando conflitos de uso, com reflexos políticos, econômicos e socioambientais3. A nosso ver, as possíveis soluções sustentáveis para o abastecimento de águadoce passam obrigatoriamente pela convergência dos marcos regulatórios, pela harmonização da arcabouço legal e pela evolução técnológica. Nesse último tópico encaixa-se a utilização da osmose inversa, denominada também por alguns como osmose reversa. Osmose inversa: afinal, o que é ? É um processo de filtração físico-químico e mecânico, que permite que um solvente, água por exemplo, seja separado deum soluto de baixa massa molecular, como sais. Essa explicação pode parecer complicada, mas vamos esclarecer essa questão! Essa filtração, porque é inversa? Inicialmente, vejamos como ocorre o processo de osmose normal (Fig 3-a), por exemplo, nas paredes das células de nosso corpo. Caracteriza-se pelo movimento de um solvente através de uma membrana semipermeável, para uma solução com maiorconcentração de soluto. O objetivo é equilibrar, por balanceamento, a concentração de soluto nos dois lados de uma membrana semipermeável. Compare as diferenças com o funcionamento da osmose inversa (Fig. 3-b).

3 SHIKLOMANOV, I. A. World Water Resources – A New Appraisal and Assessment for the 21st Century. Paris: United Nations Educational, Scientific and Cultural Organization – UNESCO, 1998.OSMOSE INVERSA: o que você talvez gostaria de saber

2

GT Águas – Artigos Técnicos

FIG. 3 – OSMOSE NATURAL E OSMOSE INVERSA.
Fonte: Cravo, J.G., 2008

Caso seja aplicado no sistema uma pressão maior do que a pressão osmótica natural (Fig.3-b), o sentido do fluxo será inverso da osmose natural, deslocando-se da maior para a menor concentração. Esse fato explica porque o processodenomina-se osmose inversa. SISTEMA DE DESSALINIZAÇÃO: como funciona? Por necessidade de sobrevivência o homem observou a dessalinização na natureza e desenvolveu métodos e técnicas similares, transformando águas salgadas ou salobras, impróprias para o consumo humano, em água doce e potável4. Todo sistema de desmineralização de águas contém uma unidade denominada dessalinizador, que separa um efluente...
tracking img