Osm - qualidade de vida no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2159 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
|
OSM |
Qualidade de Vida no Trabalho |
|
|
|

Nomes

2008 |

____________________________________________________________

__________

Qualidade de vida e saúde mental no ambiente corporativo
Atualmente, a preocupação com a qualidade de vida vem se tornando um ponto muito importante no ambiente de trabalho. Isso seexplica pelo impacto sobre a produtividade e pelos custos crescentes envolvendo funcionários mais estressados e perturbados têm seu rendimento prejudicado. Sem falar nas repercussões em relação ao contato interpessoal, ou seja, no relacionamento com os colegas, superiores ou subordinados.

Breve histórico da atenção da saúde no trabalho

A doença ocupacional, embora ainda sem estadenominação, é descrita desde tempos remotos. Hipócrates descreveu o quadro clínico da intoxicação saturna, Plínio, o aspecto dos trabalhadores expostos ao chumbo, ao mercúrio e a poeiras e a intoxicação pelo mercúrio.
A “Revolução Industrial” teve papel de destaque na mudança das condições de vida
social e de trabalho. As condições de trabalho eram péssimas, as doenças e os acidentes eram numerosos, nãohavia limites na jornada, ultrapassando dezesseis horas de trabalho por dia, o ambiente era fechado e as máquinas sem qualquer proteção. Além disso, disseminaram-se também as doenças infecto-contagiosas.
Em 1831, uma comissão de inquérito elaborou um relatório que chocou a opinião pública por suas conclusões. Em função do impacto deste relatório, em 1833, foi baixado o Factory
Act - a primeiralegislação realmente eficiente no campo da proteção ao trabalhador em 1919 foi aprovada a primeira lei sobre acidentes do Trabalho.
Os organismos internacionais – Organização Internacional do Trabalho e Organização Mundial da Saúde - deram importante contribuição no fortalecimento da medicina do trabalho.
A saúde do trabalhador, no pensamento clássico da medicina ocupacional, era entendida comorelacionada apenas ao ambiente físico, na medida em que o trabalhador está em contato com agentes químicos, físicos e biológicos que lhe causem acidentes e enfermidades. Ganhou novo enfoque, a partir da década de 80, no contexto da transição democrática, e em sintonia com o que ocorreu no mundo ocidental, se começou a perceber as doenças da mente.

QVT- Qualidade de vida no trabalho
Conceito deQVT

Vamos ao conceito e critérios para a qualidade de vida no trabalho. Podemos entendê-la como um programa que visa facilitar e satisfazer as necessidades do trabalhador ao desenvolver suas atividades na organização, tendo como idéia básica o fato de que as pessoas são mais produtivas quanto mais estiverem satisfeitas e envolvidas com o próprio
Trabalho. Feigenbaum entende que QVT é baseada noprincípio de que o comprometimento com a qualidade ocorre de forma mais natural nos ambientes em que os funcionários se encontram intrinsecamente envolvido nas decisões que influenciam diretamente suas atuações.
Fernandes conceitua QVT como a gestão dinâmica e contingencial de fatores físicos, tecnológicos e sócio psicológicos que afetam a cultura e renovam o clima organizacional, refletindo-seno bem-estar do trabalhador e na produtividade das empresas. A QVT deve ser considerada como uma gestão dinâmica porque as organizações e as pessoas mudam constantemente. Além disso, pouco resolve atentar-se apenas para fatores físicos, pois aspectos sociológicos e psicológicos interferem igualmente na satisfação dos indivíduos em situação de trabalho; sem deixar de considerar os aspectostecnológicos da organização do próprio trabalho, que, em conjunto, afetam a cultura e interferem no clima organizacional com reflexos na produtividade e na satisfação dos empregados.

A meta principal do programa de QVT é a conciliação dos interesses dos indivíduos e das organizações, ou seja, ao melhorar a satisfação do trabalhador, melhora-se a produtividade da empresa.

“Funcionários com...
tracking img