Os temas da poesia de manuel bandeira

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2122 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Temas da Poesia de Manuel Bandeira

"Estrela da vida inteira.

Da vida que poderia

Ter sido e não foi. Poesia

Minha vida verdadeira
(BANDEIRA, Manuel.)

Apresentação
Aobra de Manuel Bandeira é baseada em sua inquietação com relação às normas e regras. Contraria a poesia tradicional usando a liberdade de expressão e a linguagem coloquial. Trabalha muito bem com a poesia direta, geralmente falando sobre o cotidiano. O afastamento da linguagem pré-modernista permite ao poeta pernambucano expressar o que antes ficava de fora do poema: sua realidade circundante. Essatécnica é, nesse caso, fornecida por uma linguagem mais próxima do leitor. Bandeira é foco de tensão entre o afluxo e a intimidade própria do Romantismo e a projeção inversa para escavar na realidade empírica. Realismo coloquial, poesia da intimidade, linguagem e tempo afetivo entre o mundo externo e o eu . Os sentimentos confluem para a palavra, onde o tempo se paralisa. Exemplo de seu estilo é opoema Poética, uma de suas principais obras. Em versos como “estou farto do lirismo comedido/do lirismo bem comportado”, o ‘eu lírico’ deixa claro seu descontentamento com o ‘normal’, ele quer mudança, liberdade.
Essa trajetória poética de Bandeira revela sua busca constante de novas formas de expressão. A Cinza das Horas, primeiro livro do poeta, traz poemas parnasiano-simbolistas. Carnavalmarca o início da libertação das formas fixas e a opção pela liberdade formal, que se tornaria uma das marcas registradas de sua poesia. Bandeira é considerado o mais hábil poeta brasileiro no manejo do verso livre. Nesse livro está o poema "Os Sapos", verdadeiro manifesto de um poeta inconformado e rebelde diante das limitações da estética parnasiana. A partir de Carnaval, toda a obra poética deBandeira constrói-se em torno de uma progressiva liberdade de expressão. O ritmo dissoluto, cujo título já indica tratar-se de um livro integrado ao espírito modernista, mostra a opção definitiva de Bandeira pelo corriqueiro, pelo cotidiano, como matéria poética.
   Libertinagem apresenta alguns poemas fundamentais para se entender a poesia de Bandeira: "Vou-me embora pra Pasárgada", "Poética","Evocação do Recife", entre eles. No mesmo livro começam a aparecer assuntos que se tornariam freqüentes. Entre eles, o amor, a lembrança de vultos familiares e da infância, o folclore.
Os temas de Manuel Bandeira agrupam-se em torno das preocupações essenciais do espírito humano. Sua linha temática abrange a infância, a dualidade de vida e morte e o amor como temas principais que movem a sua poesia.Como síntese de sua poesia, o poema “Vou-me embora pra Pasárgada” inclui praticamente todos os temas. Foi o poema de mais longa gestação e nele transmite “ a visão e promessa da minha adolescência, -” essa Pasárgada onde podemos viver pelo sonho o que a vida madrasta não quis dar” . A busca de Pasárgada significa ingressar na vida comum, ingressar num mundo em que o poeta não é mais doente. Aomesmo tempo em que nos oferece a mais ampla irrealidade, há uma aceitação e ânsia do cotidiano. Como parte dessa libertação, amor , representado pela mulher ideal –“ a mulher que eu quero “ – ligada ao desaparecimento do mal da doença, paralelismo estabelecido entre sonho e realidade. Mas a conotação não é apenas espacial liga-se ao tema infância época de felicidade que anseia voltar. Daí a presençado passado através da lenda do mito: “ mando chamar a mãe-d’água “. Em Pasárgada iria satisfazer todas as aspirações recalcadas inclusive e principalmente o amor que a doença impediu. A impossibilidade de realização do sonho é expressa pelo non sens: “ Lá a existência é uma aventura? De tal modo inconseqüente/ Que Joana a Louca de Espanha/ Rainha e falsa demente/ Vem a ser contraparente/ Da...
tracking img