Os sofistas e a democracia grega

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (453 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Sofistas e a Democracia Grega
Foram os sofistas uma resposta às necessidades da democracia grega (séc. V A.C.). Os sofistas são homens dotados de domínio da palavra, e que ensinam a seusauditórios a arte da retórica, com vista no incremento da arte da persuasiva.
Os sofistas foram os primeiros professores, mas não formaram uma escola propriamente dita, o domínio da arte retórica, por partede homens dotados de técnica da utilização das palavras, era necessário não somente na praça pública, mas também para atuar perante os magistrados, na tribuna. A técnica argumentativa faculta aoorador, sua causa jurídica, suplantar barreiras dos preconceitos sobre o justo e o injusto.
Talvez se tenha noção, vulgarmente, de que os sofistas formaram uma única escola, por estarem no cenário daspolêmicas com Sócrates e seu discípulo Platão. Os sofistas sempre foram mal interpretados por causa das críticas que eles fizeram. Sócrates os acusou de “prostituição” simplesmente porque estes ensinavampara aqueles que pudessem pagá-los, sendo os primeiros professores. Na Grécia antiga, apenas a aristocracia se ocupava com trabalho intelectual, já que o trabalho manual, de subsistência, era deocupação dos escravos. Os sofistas geralmente pertencentes à classe média fazem das aulas seu ofício, por não serem suficientemente ricos para se darem ao luxo de filosofarem. No entanto, os sofistassistematizaram o ensino, formando um currículo; gramática, retórica e dialética, por influência dos pitagóricos desenvolve a aritmética, a geometria, a astronomia e a música.
Os sofistas foram os primeiros aestabelecer uma diferença entre natureza e lei humana. O justo e o injusto, para eles, não se originará na natureza das coisas, mas nas opiniões e convenções humanas, na forma da lei, oriunda da suaopinião. Semelhante ao que se usa no positivismo jurídico atual, segundo eles, o justo é o que está segundo a lei, e o injusto o que a contraria.
Com os sofistas, surgia o relativo, o provável,...
tracking img