Os sentimentos dos pais sobre o ingresso do filho na creche e os seus possíveis impactos na sua adaptaçao escolar

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11669 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
OS SENTIMENTOS DOS PAIS SOBRE O INGRESSO DO FILHO NA CRECHE E OS POSSÍVEIS IMPACTOS NA SUA ADAPTAÇÃO ESCOLAR



Trabalho de Conclusão de Curso, apresentado ao Departamento de Psicologia da Universidade Luterana do Brasil

Julho de 2008



Banca realizada em 9 de julho de 2008

_________________________________
Profª Ms AnaCarina Motta Klein

_________________________________
Profª Gláucia Gross

_________________________________
Profª Gisele Matines Trommer

AGRADECIMENTOS

À Profª Ana Carina Motta Klein, pelo grande incentivo pelo meu trabalho, pela presença competente, afetuosa e amiga de inestimável valor. Alegria e sabedoria e ética pautaram suas orientações e valiosos conhecimentos em cada fase dessepercurso.

Agradeço à minha família, por acreditar nesse sonho, me incentivando ao longo da jornada.

Às crianças, familiares e funcionários da Creche, sem os quais nada teria sido realizado. Todos foram extraordinários e proporcionaram significativa colaboração e apoio.

"Hoje desaprendo o que tinha aprendido até ontem e que amanhã recomeçarei a aprender."(Cecília Meireles)

RESUMO

Este estudo se propôs a investigar os sentimentos dos pais sobre o ingresso do filho na creche e os possíveis impactos na sua adaptação escolar. Sabe-se que o ingresso tem sido cada vez mais cedo e que nem sempre este é um percurso em que a família e a escola sentem-se preparadas. A metodologia utilizada foi de abordagem qualitativa. Os dados das entrevistasrealizadas foram analisados de acordo com a proposta de análise de conteúdo Bardin (2004). A amostra deste estudo contou com três mães, escolhidas pelo critério de conveniência e por estar realizando o ingresso de seus filhos neste momento. Os resultados evidenciaram que os sentimentos de insegurança e medo permeiam a relação mãe-filho. A separação do ingresso do filho na creche, vivenciada pelas mães,faz emergir diferentes questões em torno do seu papel de mãe e mulher. Evidenciou-se na amostra desta investigação que decisão e o conseqüente momento da separação é uma tarefa que pertence às mães. A relação de apego entre mãe-filho foi observada, indicando que os sentimentos das mães prevaleceram no primeiro momento da adaptação escolar em que foi analisada, ou seja, no ingresso de seus filhosna creche, gerando impactos no comportamento de seus filhos.

Palavras-chave: Relação mãe-filho, ingresso e adaptação na creche.

SUMÁRIO

INTRODUÇÃO 8

1 FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 10
1.1 Definições sobre a formação e relações de apego 10
1.2 Ingresso e adaptação das crianças na creche 17

2. DEFINIÇÃO DOS OBJETIVOS 24
2.1 Objetivo geral 24
2.2 Objetivos específicos24
2.3 Problema de pesquisa 24

3. MÉTODO 25
3.1 Delineamento de pesquisa 25
3.2 Sujeitos da pesquisa 26

4 INSTRUMENTOS 27
4.1 Procedimentos coleta de dados 27
4.2 Procedimentos análise de dados 28

5 APRESENTAÇÃO DOS DADOS 30
5.1. Dados demográficos dos participantes 30

6 ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS 32

CONSIDERAÇÕES FINAIS 51

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS54

ANEXOS 56
ANEXO A – Ficha de dados demográficos 57
ANEXO B – Entrevista Semi-Estruturada 58
ANEXO C –Termo de Consentimento Livre e Esclarecido 59
ANEXO D – Entrevista com as mães 60

INTRODUÇÃO

A chegada à escola é um momento que tem grande influência na adaptação da criança pelo fato de distanciar-se do familiar que a acompanhou e de iniciar sua jornada. Nesta hora acriança poderá ficar insegura emocionalmente, tendo diferentes manifestações como chorar desesperadamente e ter ataques de fúria.
Tal adaptação não supõe uma atitude passiva por parte da criança; ao contrário, implica a capacidade de poder atuar, modificar e produzir alterações no seu meio.
A creche é alvo de discussões bastante controversas e provoca muita angústia. A literatura psicológica, ao...
tracking img