Os principais economistas do mundo e suas influências

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1002 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE CIÊNCIAS APLICADAS DO SUL DE MINAS

CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS

Carlos Eduardo ferreira e Silva

OS PRINCIPAIS ECONOMISTAS DO MUNDO E SUAS IINFLUÊNCIAS PARA A ECONOMIA.

Orientador: Cirineu Ferreira dos SantosProjeto de monografia apresentado a Faculdade de Ciências sociais aplicadas do Sul de minas como parte das exigências para obtenção do grau de Bacharel em Ciências Econômicas.

ITAJUBÁ
2011

CASISILVAA

sumário

introdução
OBETIVO
JUTIFICATIVA
REFERENCIAL TEÓRICO
METODOLOGIA
CRONOGRAMa
rEFERÊNCIAS

introdução

O mundo passou por diversas mudanças no decorrer dos tempos, e os pensadores tiveram grandeinfluencia sobre isso, os economistas vem a tempos discutindo qual a melhor alternativa para o mundo seja ela uma revolução como dizia Karl Marx, seja como a mão invisível de Adam Smith, como também os neoclássicos, e a intervenção do governo como disse Keynes.

A era desses pensadores foi de bastantes caminhos e pode ser questionado em diversos pontos, abrindo uma série de discussões aolongo dos tempos, podendo caracterizar o molde do mundo que se formou no decorrer dos tempos.

Objetivos

Objetivo Geral

Realizar um estudo sobre os principais economistas e suas influências para o mundo.

Objetivo específico

Analisar os principais economistas do mundo em uma linha deevolução focando nos seus pensamentos, mostrando a contribuição de cada um deles para a formação da economia.

Relatar os principais acontecimentos dos economistas e pensadores mais influentes.

Justificativa

O presente trabalho busca analisar o entendimento dos principais economistas de várias partes do mundo, o que ospensadores contribuíram para o mundo e a mudança da economia no decorrer dos tempos e o que realmente aconteceu com suas idéias analisando a importâncias deles até chegarmos no dia atual.

Referencial Teórico

A palavra fisiocrata significa governo da natureza, isto é, de acordo com o pensamento fisiocrático as atividades econômicas não deveriamser reguladas de modo excessivo, nem orientadas por forças “antinaturais”. A natureza regulava o governo e o mercado.

A natureza era uma espécie de força e de renda, segundo pensadores fisiocratas a natureza era que devia rever o mercado.

A produção agrícola é fundamental, a agricultura era liberal e a sociedade era dividida em classe estéril (todos que trabalham forada agricultura, que era a classe menos importante porque tudo devia provim da agricultura), e a classe proprietária dos terrenos agrícolas, os soberanos os feudais. (Quesnay, F).

Esta escopa no que se tange a força mundial na época em que foi vivida teve forte influência, mas nos dias atuais essa força de que a terra tem o domínio ultrapassou essa idéia o pensamento econômico passoupor mudança de acordo com suas necessidades.

A economia surgiu com os clássicos e Adam Smith foi o precursor, a idéia clássica se pois ao grande faturamento, sem se observar também o que poderia vir.

A evolução do mundo trouxe a escola clássica que assegurou uma ascendente ao mundo.

A base do pensamento da Escola Clássica é o liberalismo econômico...
tracking img