Os perigos das micro-ondas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 3 (693 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os perigos das micro-ondas
Estamos vivendo imersos num “oceano” de ondas eletromagnéticas dos mais diversos tipos, ondas essas que a cada ano que passa (ou seria mais apropriado dizer, mês quepassa?) ficam mais intensas e mais “congestionadas”. Dentro do espectro eletromagnético, estamos utilizando radiações eletromagnéticas em quase todo o seu espectro, toda a sua extensão, sem falar nasradiações cósmicas que nos chegam cada dia mais fortes por causa do buraco na camada de ozônio. Dividimos a grosso modo a radiação eletromagnética em dois grandes grupos: os ditos ionizantes e os ditosnão-ionizantes, uma classificação meramente técnica. Os ditos ionizantes seriam os mais perigosos: entre esses, os raios cósmicos que vêm do espaço sideral, os raios gama usados, entre outras coisas,para esterilizar seringas e para estocagem de alimentos, os raios-x para diagnósticos médicos, e os raios ultravioletas presentes na luz solar (e também nesses aparelhos que se usam para bronzeamentoartificial). São ondas eletromagnéticas altamente energéticas, de comprimentos de onda curtíssimos ou frequências de oscilação altíssimas, que por serem tão energéticos, ao interagir com a matéria vivadas nossas células, são capazes de arrancar os elétrons dos átomos e/ou moléculas constituintes das células, ionizando-os. Dá para imaginar o estrago que pode fazer esse tipo de radiação...

Já naclasse dos ditos não-ionizantes temos vários conhecidos entre nós que fazem a poluição eletromagnética dos nossos dias. Entre eles estão as micro-ondas (dos fornos e dos celulares, e um sem-número deoutras aplicações tecnológicas, como radar de velocidade nas estradas, para controle do trafego nos faróis, nas conexões wireless da internet, nas retransmissões de sinais de TV, além das ondas de rádioe televisão, nas suas mais diversas frequências).

Eles são grosseiramente classificados como “não-ionizantes” porque, na sua interação com a matéria, eles não são tão “agressivos” como os...
tracking img