Os perigos da mente revolucionaria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4266 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os perigos da mente revolucionária

Luciana Diniz Turma D / 2012

O objetivo deste trabalho é refletir sobre a mentalidade revolucionária, a partir do ponto de vista conservador.
Para desenvolver este trabalho, utilizarei o seguinte apoio bibliográfico: inicialmente, realizarei uma análise do ensaio de Olavo de Carvalho sobre a mentalidade revolucionária, juntamente com vídeos do PadrePaulo Ricardo; os dois tipos de revolução: violenta (A História da União Soviética) e silenciosa (revolução cultural); exemplificarei a mente revolucionária com o documentário A Anatomia de um mito (Che Guevara), dissertarei ainda sobre o tema O Que Não é desinformação.
A mente revolucionária é uma coisa de tomar uma hipótese futura como juiz do presente e do passado. (11)
A pessoa impregnada pelamente revolucionária, por um defeito ou por uma doença mental, pensa e acredita, que sabe como o mundo deveria ser e, ao invés de tentar mudar a si mesma, resolve mudar o mundo ao seu redor. (11)
A mente revolucionária é uma mente que quer produzir neste mundo um paraíso, uma utopia, remoldar tudo à sua volta, e para isso está disposto a fazer qualquer coisa, pois para essas mentes, o importanteé atingir o objetivo almejado, independente de quais meios serão utilizados. (11)
A mente revolucionária é uma mente rebelde que quer ser Deus, tomar o seu lugar, essas pessoas deveriam perceber que a verdade está além do que ela pensa ou conhece. (11)
A cabeça do revolucionário não funciona como a de uma pessoa normal, ele muda de metas o tempo todo. Quando percebe que seus ideais estãodifíceis de realizarem-se na prática, muda de opinião, conforme lhe seja conveniente.
Para a mente revolucionária, a visão de um futuro hipotético serve como base para todo e qualquer julgamento, sendo que, na realidade, a única coisa que deveria servir de base para qualquer julgamento é o conhecimento do presente e do passado. (11)
A mente do revolucionário não é inerente ao ser humano, ela aparecepor volta do séc. XV e se manifesta com toda a clareza no fim do séc. XVIII. (1)
Um dos objetivos do revolucionário é destruir os 10 Mandamentos da igreja, que é a base de toda a sociedade. Afinal, qualquer tipo de ideologia, que tem como base mentiras e auto-ilusão só pode ser classificada como anticristã. Para a mente revolucionária, a religião é considerada como o ópio do povo, deixando-osalienados e conformados, impossibilitando-os de aderirem à luta de classes.
Nesse caso, difamar a religião publicamente, nada mais é do que uma necessidade da mente revolucionária. Ainda hoje, vemos exemplos de ações que visam destruir os ensinamentos deixados por Jesus Cristo, como a liberação do aborto e a união de homossexuais.
Existem dois tipos de revoluções: a silenciosa e a violenta.
Arevolução silenciosa acontece de maneira sutil e sorrateira, por meio de vinculação das ideias reformadoras na mídia . Temos, como exemplo, dentro da história, algumas pessoas que participaram ativamente da busca por meios que pudessem mobilizar a opinião pública de uma tal maneira, que o individualismo, o ter ideias e opinião própria fossem abolidos de uma vez por todas. A criação de uma sociedadetotalitarista é o objetivo da revolução silenciosa, como podemos ver com o caso abaixo citado:
O objetivo da mentalidade revolucionária de destruir a civilização do Ocidente, onde a fé cristã está enraizada há mais de 2000 anos, foi delineada de maneira simultânea por três fontes independentes: o filósofo marxista húngaro Georg Lukacs, o líder comunista italiano Antonio Grasmci e os cientistassociais da Escola de Frankfurt.(7)
Antônio Gramsci, uma das referências essenciais do pensamento de esquerda no século 20, cofundador do Partido Comunista Italiano, desacreditava de uma tomada de poder que não fosse precedida por mudanças de mentalidade. Para ele, os agentes principais dessas mudanças seriam os intelectuais e um dos seus instrumentos mais importantes, para a conquista da...
tracking img