Os novos arranjos familiares

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1694 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Os Novos Arranjos Familiares




















Trabalho apresentado ao Curso Serviço Social II da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Interdisciplinar.

Prof.Adarly Rosana, Lisneia Rampazzo, Sergio Goes, Márcia Bastos










Sete Lagoas
2011

SumárioIntrodução...............................................................................................3
A Família na Sociedade Contemporânea...............................................4
A visão da Politica Nacional de Assistencia Social sobre a família .......6
Aspectos mais relevantes sobre Familia Monoparental......................... 6
Conclusão...............................................................................................8Referências............................................................................................9
Introdução


Nos tempos de hoje podemos perceber as diversas formações familiares; a família nuclear deixou de existir e passou a ser a monoparentais e outras diversas moneclaturas, aquela composta por vários membros de uma mesma família ou apenas parentes mais íntimosO presente artigo tem por objetivo destacar a relevância da categoria família no contexto das mudanças ocorridas no ao decorrer dos tempos no plano socioeconômico e cultural da sociedade capitalista. Entender a família como um processo social em construção e mudança, destacando os novos "arranjos" e "composições" familiares desmistificando os conceitos e pré-conceitos estabelecidos ao longo dahistória. A pesquisa foi realiza através de dados documentais analisados que relatam os novos arranjos familiares e suas perspectivas diante de direitos e mudanças sociais. Os diversos tipos de família encontrada na sociedade sem laços de consanguinidade, unidas por laços afetivos independentemente de sua organização, é um espaço inicial que se tem para exercer a cidadania.
O presente trabalho tempor objetivo destacar a relevância na categoria família na discussão das políticas publicas no contexto das mudanças ocorridas no plano sócio-economico-cultural e da sociedade contemporânea.
Entender a família como um processo social em construção e mudança, destacando os novos “arranjos” e “composições” familiares desmistificando os conceitos e pré-conceitos estabelecidos ao longo da história.No âmbito das políticas publicas evidenciar a centrabilidade da família nas políticas de Assistência Social.









Desenvolvimento

A sociedade contemporânea caracteriza se por constantes e sucessivas mudanças sociais. De entre as várias instituições sociais que compõe uma sociedade, a família tem sido a mais afetada no que diz respeito à transformações na sua estrutura.
Váriastêm sido as mudanças sociais que tem contribuído para o surgimento de novas formas de família: a entrada da mulher no mercado de trabalho, o aumento do divórcio, o progresso científico no que diz respeito as técnicas de fertilidade, as novas exigências e a maior competitividade à nível laboratorial.
Todos esses fatores simultaneamente têm exercido fortes influencias que abalam este gruposocial. Isso não quer dizer que a família está para desaparecer ou diminuir a sua importância, está sim numa fase de transição que pelas mudanças observadas deixa de corresponder às idéias estabelecidas no passado de um grupo social imutável e com uma estrutura fortemente enraizada, pois a realidade social vivida nos dias de hoje em nada se assemelha à realidade social das décadas anteriores, hoje sevive num tempo muito mais dinâmico, tudo se processa de modo mais rápido e complexo, aumentou a liberdade mas também a insegurança, quer a nível profissional ou das relações, acentuou-se a desigualdade social, verificam-se grandes fluxos migratórios ao longo de torno o globo e o mercado de trabalho torna-se cada vez mais competitivo e exigente.
Daí verifica-se um aumento gradual de estudos e...
tracking img