Os mitos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2025 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de maio de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
RESUMO
Após leitura da bibliografia citada onde são abordadas discussões acerca da origem da Filosofia e seus fundamentos, explicação da Filosofia sobre a origem dos mitos , mitos das sociedades antigas, local de origem do mito e as características da sociedade na qual o mito está fundamentado a presente produção textual que se segue, tratando de pontos comuns e discordantes entre eles,atendendo à tarefa solicitada de articular levando em consideração a perspectiva quanto ao conhecimento, isto é, mitos versus certezas quanto ao conhecimento, e mecanismos teóricos, tais como razão, uso de história ou métodos empíricos.

Palavras-chave: MITOS. Filosofia.

SUMÁRIO
SUMÁRIO 3

1. INTRODUÇÃO 4

2. DESENVOLVIMENTO 6

3. CONCLUSÃO / CONSIDERAÇÕES FINAIS 9

REFERÊNCIAS 101 INTRODUÇÃO

O homem pode ser identificado e caracterizado como um ser que pensa e cria explicações. Criando explicações, cria pensamentos. Na criação do pensamento, estão presentes tanto o mito como a racionalidade, ou seja, a base mitológica, enquanto pensamento por figuras, e a base racional, enquanto pensamento por conceitos. Esses elementos são constituintes doprocesso de formação do conhecimento filosófico. Este fato não pode deixar de ser considerado, pois é a partir dele que o homem desenvolve suas idéias, cria sistemas, elabora leis, códigos, práticas.
Compreender que o surgimento do pensamento racional, conceitual, entre os gregos, foi decisivo no desenvolvimento da cultura da civilização ocidental é condição para que se entenda a conquista daautonomia da racionalidade (Logos) diante do mito. Isso marca o advento de uma etapa fundamental na história do pensamento e do desenvolvimento de todas as concepções científicas produzidas ao longo da história humana.
O conhecimento de como isso se deu e quais foram as condições que permitiram a passagem do mito à filosofia elucidam uma das questões fundamentais para a compreensão das grandes linhas depensamento que dominam todas as nossas tradições culturais. Deste modo, é de fundamental importância o conhecimento do contexto histórico e político do surgimento da filosofia e o que ela significou para a cultura. Esta passagem do pensamento mítico ao pensamento racional no contexto grego é importante para que percebamos que os mesmos conflitos entre mito e razão, vividos pelos gregos, são problemaspresentes, ainda hoje, em nossa sociedade, onde a própria ciência depara-se com o elemento da crença mitológica ao apresentar-se como neutra, escondendo interesses políticos ou econômicos em sua roupagem sistemática, por exemplo.



2 DESENVOLVIMENTO

A Origem da Filosofia
A origem da filosofia pode ser entendido como o surgimento de uma nova ordem dopensamento, complementar ao mito, que era a forma de pensar dos gregos. Uma visão de mundo que se formou de um conjunto de narrativas contadas de geração a geração por séculos e que transmitiam aos jovens a experiência dos anciãos. Como narrativas, os mitos falavam de deuses e heróis de outros tempos e, dessa forma, misturavam a sabedoria e os procedimentos práticos do trabalho e da vida com a religiãoe as crenças mais antigas.
Nesse contexto, os mitos eram um modo de pensamento essencial à vida da comunidade, ao universo pleno de riquezas e complexidades que constituía a sua experiência. Enquanto narrativa oral, o mito era um modo de entender o mundo que foi sendo construído a cada nova narração. As crenças que eles transmitiam ajudavam a comunidade a criaruma base de compreensão da realidade e um solo firme de certezas. Os mitos apresentavam uma religião politeísta, sem doutrina revelada, sem teoria escrita, isto é, um sistema religioso, sem corpo sacerdotal e sem livro sagrado, apenas concentrada na tradição oral, é isso que se entende porteogonia. Vale salientar que essas narrativas foram sistematizadas no século IX por Homero e por Hesíodo no...
tracking img