Os jesuitas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3261 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de julho de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO
CENTRO DE EDUCAÇÃO
PEDAGOGIA 2014/1





ESTEFANI REIS
JANINE DOMINGOS
KARINA GIESEN





TRABALHO DE HISTORIA DA EDUCAÇÃO:
OS JESUÍTAS







VITÓRIA
2014
ESTEFANI REIS
JANINE DOMINGOS
KARINA GIESEN




OS JESUÍTAS

Trabalho apresentado à disciplina de história da educação I, como requisito parcial de avaliação, daUniversidade Federal do Espírito Santo à professora Dulcinéia Campos Silva.













VITÓRIA
2014
INTRODUÇÃO
Os jesuítas foram de grande importância para a educação, principalmente no Brasil onde foram provedores do ensino por cerca de 210 anos deixando aqui algumas influências que perduram até os dias atuais. E é sobre este tema que falaremos neste trabalho, abordando assuntoscomo a criação da companhia de Jesus, as mudanças e intervenções que ocorreram no Brasil com a chegada e permanência dos jesuítas, a ratio studiorum, entre outros aspectos relacionados aos jesuítas com parte do pensamento pedagógico renascentista.





















A Companhia de Jesus
 Companhia de Jesus, a maior ordem religiosa católica romana, cujos membros sãochamados Jesuítas, foi um grupo católico de extrema influência durante a idade moderna, tal qual vemos resultados de seus trabalhos e influência até hoje.
O grupo foi formado em 15 de Agosto de 1534, por seu principal idealizador Inácio de Loiola, que na época era universitário em Paris, e mais seis companheiros vindos de Espanha, Portugal e França, sendo eles respectivamente Francisco Xavier, Nicolaude Bobadilla, Diogo Laínez, Afonso Salmerón, Simão Rodrigues e Pedro Fabio, o único que era sacerdote.  Em 1537, juntaram-se a este grupo três novos companheiros, Pascássio Broet, João Codure e Cláudio Jay. Como estes fizeram voto de pobreza, castidade e dedicação a causa da Igreja Católica, dirigiram-se a Roma, puseram-se à disposição do Papa e dedicaram-se a obras de caridade. 
Em 1539decidiram criar uma Ordem religiosa, e em 27 de Setembro de 1540, o Papa Paulo III, pela Bula "Regimini Militantis Ecclesiae", aprova a constituição da nova Ordem também denominada Companhia de Jesus, que iniciou suas atividades então contando apenas 10 membros.
A Companhia de Jesus surgiu com o objetivo missionário de espalhar a fé cristã, não estando então previsto que fosse uma ordem religiosaespecialmente consagrada ao ensino. Na impossibilidade de converter a população adulta, os jesuítas perceberam que é pela educação das crianças que se poderia fazer a renovação do mundo, e como Inácio de Loiola e os outros membros da Companhia haviam frequentado a Universidade, pensaram em abrir "Casas" ou "Residências"  junto das Universidades onde se formariam os novos membros da Companhia. Assimaconteceu em Paris em 1540, posteriormente em Coimbra, Lovaina e Pádua.
Nesse sentido, e aproveitando o esforço expansionista dos dois maiores impérios da altura, o português e o espanhol, os jesuítas estavam presentes nos novos mundos desde o início da colonização. S. Francisco Xavier percorre a Índia, a Indonésia, o Japão e chega às portas da China. Manoel da Nóbrega e José de Anchieta ajudama fundar as primeiras cidades do Brasil ( S. Salvador, São Paulo, Rio de Janeiro ). João Nunes Barreto e André de Oviedo empreendem a fracassada missão da Etiópia.
Algum tempo depois as “Casas” ou Residências passaram a ser chamadas de Colégios, e foi em 1545, que São Francisco Xavier, em carta dirigida a Jerônimo Nadal na Índia, seu contemporâneo na Universidade, convida- o a aderir àCompanhia de Jesus. Este pode ser denominado o primeiro pedagogo da instituição, pois Jerônimo Nadal vai ter uma grande influência na definição da vocação docente da Companhia na medida em que é ele que vai ser incumbido de introduzir nos Colégios Jesuítas o Modus parisiensis  e de elaborar os primeiros programas de ensino. A vocação docente da Companhia com o decorrer dos anos se amplificará de tal...
tracking img