Os impactos da crise de 2008 no setor de exportação do espírito santo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2629 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE DE VILA VELHA
CURSO DE GRADUAÇÃO EM RELAÇÕES INTERNACIONAIS


MÁRIO PIRES GONÇALVES

















OS IMPACTOS DA CRISE DE 2008 NO SETOR DE EXPORTAÇÃO DO ESPÍRITO SANTO
























Vila Velha
2012
MÁRIO PIRES GONÇALVES

























OS IMPACTOS DA CRISE DE 2008 NO SETOR DE EXPORTAÇÃODO ESPÍRITO SANTO



Projeto de Trabalho de Conclusão de Curso apresentado à Universidade de Vila Velha, como requisito obrigatório para aprovação do curso.
Orientador: Prof Flavia Nico





















Vila Velha
2012
SUMÁRIO

1 - TEMA 03

2 - PERGUNTA-PROBLEMA 04

3 - VARIÁVEIS 05

4 -METODOLOGIA 06

5 - JUSTIFICATIVA 07

6 - OBJETIVOS 10

7 - HIPÓTESES 11

8 – ESTRUTURA DO TRABALHO 12

9 – CRONOGRAMA 16

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 17

1 – TEMA

Pretende-se abordar a relação entre a crise internacional de 2008 e a exportação de minério de ferro no estado do Espírito Santo nesse período.
2 – PERGUNTA-PROBLEMA

A crise econômica de 2008 evidenciou a dependência doestado do Espírito Santo na produção e exportação de commodities que, por sua vez, dependem fortemente
de condições externas favoráveis.

As reduções na atividade extrativa mineral que apresentaram a maior queda em termos reais, reduzindo o volume de produção em -34,06% foram um dos principais itens que explicaram a redução no PIB. A participação dessa atividade na geração de riqueza passou de16,14% em 2008 para 8,90% em 2009.

Diante disso, propõem-se questões como: (1) o estado do Espírito Santo sofreu com esta crise?, (2) que conseqüências foram estas?, (3) o quanto o setor de exportação de minério de ferro foi atingido?, (4) o quanto a Companhia Vale do Rio Doce também sofreu com estes impactos?


3 – VARIÁVEIS

1. Variável dependente: Setores atingidos diretamente pelacrise e como esse evento especificamente afetou empresas do estado do Espírito Santo no ramo de exportação;

2. Variável independente: Motivações e causas da crise internacional de 2008;

3. Variável interveniente:

• A mudança de comportamento das multinacionais compradoras de commodities;

• Pacote de medidas de empresas locais para superar a crise;

• Adoção demedidas pela Vale diante a crise de 2008;

• Medidas do governo brasileiro para conter a crise de 2008, e como essas medidas ajudaram o Espírito Santo.


4 – METODOLOGIA

A análise é quantitativa, pois existe a possibilidade de amostras numéricas da queda do número de fluxo de navios durante a crise, além da comparação do lucro da Vale antes, durante e depois da crise financeira de2008.

Trata-se de uma pesquisa explicativa por analisar a crise de 2008 e os impactos da mesma no estado do Espírito Santo. A pesquisa será feita a partir de dados primários como tabelas, estatísticas e relatórios empresariais de companhias como a Vale, exportadora de minério de ferro, bem como dados secundários como artigos científicos e livros.

A pesquisa será dedutiva, pois a partir dacrise de 2008 procurar-se-á mostrar os efeitos na saúde econômica do estado do Espírito Santo em 2008.

5– JUSTIFICATIVA

Para melhor se compreender o que aconteceu nas exportações de minério de ferro no porto de tubarão da Vale no Estado do Espírito Santo no ano de 2008 , precisa-se, primeiramente, analisar o cenário internacional econômico de 2008 com um olhar clinico de internacionalista.Sabe-se que há uma economia globalizada mundialmente interligada. Com o advento da crise econômica em 2008, o comércio internacional sofreu brusca queda, maior do que a própria atividade econômica. O comércio variou negativamente numa proporção maior do que o PIB per capita . Em tempos normais, o comércio mundial cresce cerca de três vezes mais que o PIB mundial.

Segundo estudos recentes, a...
tracking img