Os disucursos da violencia no brasil contido no livro “conta de mentiroso” de roberto damatta

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (761 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Dante Cieto de Ferreira.
Antropologia e Literatura.

Ensaio 7 –
OS DISUCURSOS DA VIOLENCIA NO BRASIL
Contido no Livro “Conta de Mentiroso” de Roberto DaMatta

“- De que modo a violência éconcebida no Brasil? Através de que instituições ela tende a se manifestar sobre nós? Em que esferas do sistema a violência seria vista como mais frequente? Que categorias de pessoas estão mais sujeitasa sofrer violências? Que formas de sociabilidade consideramos inversas ou opostas às formas ditas e concebidas violentas?”

É com essas perguntas que Roberto da Matta começa seu sétimo ensaio quefala sobre violência, e conta dentro do “Conta de Mentiroso”; com essas perguntas ele busca fazer uma etnografia da violência no Brasil, para isso ele busca em sua própria teoria da “casa e a rua” parademonstrar alguns tipos brasileiros.
Ele analisa principalmente dois discursos: A leitura teórica ou erudita, e o Discurso popular ou do senso comum.

1 – A leitura teórica ou erudita:Caracteriza-se pela totalização radical do sistema, a violência seria a própria estrutura da sociedade, se dá por narrativas como esquerda e direita, mas não cabe a contradição, é sempre total. Existem tambémoutras propriedades do discurso erudito sobre a violência, o primeiro seria um acentuado viés normativo, jurisdicista, formalista e/ou disciplinador que atacam o Estado sempre com reinvindicações comoautoridade e justiça. O segundo ponto que toca esse discurso seria o de que a compreensão se confunde com o diagnóstico. Ou seja, o seu raciocínio sempre vai de encontro com uma solução normativa.Outro elemento que demosntra a totalização do sistema por esse discursso é que sempre se levanta o Estado como “grande algoz ou gigantesco patrão”. Sempre se recorre à ele para que aumente suaparticipação e sua justiça, ou se julga o Estado como um grande vilão que tira a liberdade individual do cidadão, nivela por baixo.

2 – O discurso popular ou do senso comum:

O discurso do senso...
tracking img