Os desafios da inclusão escolar frente aos novos paradigmas educacionais e ações psicopedagógicas necessárias

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas: 27 (6593 palavras)
  • Download(s): 0
  • Publicado: 16 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNESAV – UNIDADE DE ESTUDOS SUPERIORES DE VIÇOSA
FASE - FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA SERRA


MARIA DE LOURDES SOUZA SILVA








OS DESAFIOS DA INCLUSÃO ESCOLAR FRENTE AOS NOVOS PARADIGMAS EDUCACIONAIS E AÇÕES PSICOPEDAGÓGICAS NECESSÁRIAS









Viçosa – Minas Gerais
2009
MARIA DE LOURDES SOUZA SILVA











OS DESAFIOS DA INCLUSÃO ESCOLAR FRENTE AOS NOVOSPARADIGMAS EDUCACIONAIS E AÇÕES PSICOPEDAGÓGICAS NECESSÁRIAS

Projeto de Pesquisa apresentado a UNESAV – Unidade de Estudos Superiores de Viçosa e à Faculdade de Educação da Serra - FASE, como requisito parcial para a conclusão do curso de “Lato Sensu” em Psicopedagogia, orientado pela professora Marinez da Consolação Saraiva Souza.Viçosa – Minas Gerais
2009
SUMÁRIO


|I. JUSTIFICATIVA |04 |
|II. OBJETIVOS |07 |
|II. 1. Geral|07 |
|II. 2.Específicos |07 |
|III. REFERENCIAL TEÓRICO |08 |
|III. 1. Trajetória histórica da inclusão|08 |
|III. 2. Educação: direito de todos os brasileiros |10 |
|III. 3. Removendo as barreiras da aprendizagem através da Psicopedagogia |17 |
|IV METODOLOGIA|22 |
|V CRONOGRAMA |24 |
|VI. REFERÊNCIAS |25 |


I. JUSTIFICATIVA


Estamos sempre travados por uma ou outrasituação que impede o desenvolvimento de iniciativas que visam à adoção de posições e medidas inovadoras para a escolarização de alunos com e sem deficiência, nas escolas comuns de ensino regular e nas que oferecem serviços educacionais especializados.
Os caminhos percorridos até então para que a escola brasileira acolha todos os alunos, indistintamente, têm se chocado com o carátereminentemente excludente, segregativo e conservador do nosso ensino em todos os seus níveis: do básico ao superior.
A proposta revolucionaria de incluir todos os alunos em uma única modalidade educacional, o ensino regular, tem encontrado outras barreiras, entre as quais se destaca a cultura assistencialista e terapêutica da Educação Especial.
O movimento mundial pela educaçãoinclusiva é uma ação política, cultural, social e pedagógica, desencadeada em defesa do direito de todos os alunos de estarem juntos, aprendendo e participando sem nenhum tipo de discriminação. A educação inclusiva constitui um paradigma educacional fundamentado na concepção de direitos humanos, que conjuga igualdade e diferença como valores indissociáveis, e que avança em relação à idéia de eqüidadeformal ao contextualizar as circunstâncias históricas da produção da exclusão dentro e fora da escola.
Entretanto, a partir do novo enfoque curricular das necessidades educacionais especiais e da educação inclusiva, considera-se que as dificuldade de aprendizagem resultam da interação de uma série de fatores, alguns inerentes ao aluno, outros relacionados a resposta educacional e com as...
tracking img