Os conflitos geopoliticos israel e palestina

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1563 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Os conflitos geopoliticos Israel e Palestina e a Causa do rio Jordao

A criação do Estado de Israel é uma questão muito complexa. Após "2.000 anos", em que a região foi sempre povoada pelos palestinos, usou-se as implicações do colonialismo, da 2ª Guerra Mundial, e especialmente a justa comoção pelo Holocausto, para declarar que parte da Palestina seria propriedade dos judeus. Milhões de judeusimigraram para essa região, e milhões de palestinos foram expulsos, expropriados, ou mortos. Como lembrança histórica remota, na Idade Média a Palestina já tinha sido alvo de barbáries e genocídios cometidos pelos Cruzados. os israelenses, movidos pela ânsia, loucura geopolítica, de criação do Grande Israel, fundaram colônias em todas as áreas que restaram para serem território palestino. Osisraelenses, movidos pela ânsia, loucura geopolítica, de criação do Grande Israel, fundaram colônias em todas as áreas que restaram para serem território palestino.

Numa geografia política em que o Negev pertencesse aos palestinos, caberia, na ambição judaica de ter um litoral no Mar Morto, dar a Israel uma faixa da Cisjordânia, ao longo do Rio Jordão que se prolongasse por 20 a 30 km no litoraldo Mar Morto. Aqui igualmente haveria uma grande dificuldade ou impossibilidade de acordo, por quanto as águas do Rio Jordão seriam objeto de reivindicação também palestina. Ademais, boa parte do norte do que se tem como atual Cisjordânia teria que pertencer a Israel para viabilizar uma faixa que se estendesse ao longo do Rio Jordão e por 20 a 30 km de litoral do Mar Morto. Talvez viável fosseestabelecer um enclave israelense junto ao litoral do Mar Morto, numa faixa de 20 a 40 Km, porém é provável que todas as partes envolvidas rejeitassem. O fato é que se tratou, a inspiração da criação do Estado de Israel de dividir o território pertencente aos palestinos, pelo que não se teria uma necessidade de Israel ter qualquer litoral no Mar Morto.

Numa geografia política em que o Negevpertencesse aos palestinos, caberia, na ambição judaica de ter um litoral no Mar Morto, dar a Israel uma faixa da Cisjordânia, ao longo do Rio Jordão que se prolongasse por 20 a 30 km no litoral do Mar Morto. Aqui igualmente haveria uma grande dificuldade ou impossibilidade de acordo, por quanto as águas do Rio Jordão seriam objeto de reivindicação também palestina. Ademais, boa parte do norte do que setem como atual Cisjordânia teria que pertencer a Israel para viabilizar uma faixa que se estendesse ao longo do Rio Jordão e por 20 a 30 km de litoral do Mar Morto. Talvez viável fosse estabelecer um enclave israelense junto ao litoral do Mar Morto, numa faixa de 20 a 40 Km, porém é provável que todas as partes envolvidas rejeitassem. O fato é que se tratou, a inspiração da criação do Estado deIsrael de dividir o território pertencente aos palestinos, pelo que não se teria uma necessidade de Israel ter qualquer litoral no Mar Morto.

As águas do Rio Jordão estão sendo objeto de disputa, em que Israel tomou para si tanto quanto quis, e não havendo uma divisão razoável pode que ainda veremos ser derramado mais sangue do que corre água no Rio Jordão. Até por esses aspectos, como aceitar adivisão das águas do Rio Jordão entre Israel, Jordânia e Cisjordânia, sem que essa última (Cisjordânia) tivesse posse de território até as margens do Rio Jordão, pois seria inviável um acordo, porquanto se intentaria excluir os palestinos da Cisjordânia.

Também esse último aspecto impede pensar numa faixa israelense extendendo-se ao longo do Rio Jordão e seguindo por até 20 a 30 Km do litoraldo Mar Morto, que seria uma fórmula geopolítica impossível de ser negociada. Então essa é uma idéia para ser esquecida, e é pior que a geopolítica criada com a posse do Negev por Israel. Por outro lado, é difícil conceber que Israel aceitaria não ter um litoral no Mar Morto, porquanto lhe foram propiciadas condições para apossar-se pela força. Esse exercício de ficção serve apenas para entender...
tracking img