Os bruzundangas

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4985 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
APRESENTAÇÃO:

Tendo como objetivo realizar um estudo da obra “Os Bruzundangas” de Lima Barreto, este trabalho irá estabelecer uma analogia entre o contexto político da velha república do Brasil, enfocando sistema político conhecido como Coronelismo e o próprio livro, que descreve características do nosso país com uma denominação diferente: Bruzundanga (Brasil).
Este trabalho tambémfoi desenvolvido com o desejo de compreender o atual contexto político – principalmente se existem algumas características que perduram da velha oligarquia.
Nele serão utilizados alguns trechos da obra, livros e matérias de jornais e revistas que possam auxiliar na comprovação e comparação de algumas semelhanças entre os “velhos coronéis” e os “novo coronéis”. Além dos mesmos, ele iráapresentar características do período Pré-modernista e um breve estudo de crônicas.
Esperamos que este trabalho seja de grande importância para o aprimoramento de seu conhecimento.



































(questão 01 do “Durante a leitura”)


“Os Bruzundangas” X O regime republicano no Brasil

“Bruzundangas” é um livro que retrata diferentesfatos na sociedade de seu país. Ao fazermos uma rápida comparação com a nossa sociedade e os fatos que ocorreram há alguns anos (apesar de as sociedades do Brasil e da Bruzundanga serem a mesma na realidade), podemos perceber certas semelhanças entre elas.
Nos primeiros anos da república brasileira, em que se fez presente a política do “café-com-leite”, ocorreram certos episódios que podem serrelacionados ao texto da obra, obtendo as seguintes comparações:
• As relações de favor que definiram o jogo de poder na sociedade brasileira são mostrados na obra como e uma política vulgar e especulação de cargos e propinas(interesse da alta sociedade por cargos políticos):


“(...) Eles cortejam aquelas que dirigem colégios de meninas ricas. Casando-se com uma destas, obtêm elesa influência das colegas, casadas também com grandes figurões, para arranjarem posições e lugares rendosos.(...)”


“(...) Durante este longo tempo em que ele passa como deputado, senador, isto e aquilo, o esperançoso Mandachuva é absorvido pelas intrigas políticas, pelo esforço de ajeitar os correligionários, pelo trabalho de amaciar os influentes e os preponderantes, na política geral eregional. A sua atividade espiritual limita-se a isto.(...)”
(Barreto, Lima. Os Bruzundangas)


• Políticos de destaque interessados em manter suas regalias e cargos públicos, que são representados na obra por políticos que querem garantir o bem-estar de seus filhos e colocar seus interesses acima dos da nação:


“(...) Muitos desse países não mantêm, com a curiosa repúbnlica quevenho descrevendo, relações de espécie alguma; mas, como é preciso mandar alguns filhos de “figurões” para o estrangeiro, a munificiência dos podres públicos não trepida em criar nelas legações dispendiosas.(...)”
(Barreto, Lima. Os Bruzundangas)


• As ralações de submissão aos “nobres” e “chefes” da república, que em Bruzundanga estão presentes entre a alta sociedade(nobres doutores,médicos, advogados, etc.):


“(...) Os do povo respeitam mais de um modesto doutor de farmácia pobre do que um altissonante Medina Sidonia de última hora; a elite, porém, a nata – essa sim! – tem por eles o respeito que se desvia aos antigos nobres.
Opovo sempre os recebe com o respeito que nós tínhamos, aqui, pelo Príncipe UbáII, d’África.(...)”
(Barreto, Lima. Os Bruzundangas)• As diversas revoltas ocorridas nos primeiros anos da república e a mal organização política, que são ironizadas por Lima Barreto ao “falar” que o país (Bruzundanga) vivia na miséria devido à incompetência de seus administradores:

“(...)O povo tem em parte razão. Os seus políticos são o pessoal mais medíocre que há. Apegam-se a velharias, a cousas estranhas à terra que dirigem, pra achar...
tracking img