Ortografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 13 (3127 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ORALIDADE E ESCRITA
ENSINO TRADICIONAL E LINGÜÍSTICA APLICADA
Gleiciane Rosa Vinote (UBM)
 
INTRODUÇÃO
Atualmente, nas escolas, o ensino tradicional de gramática não tem sido suficiente para desenvolver a produção textual do aluno. Por outro lado, os estudos da Lingüística Aplicada vêm sendo abordados como capazes de exercer essa tarefa. Uma das sugestões desta ciência é o trabalho com aoralidade. Surge com isso a necessidade de se investigar como o ensino tradicional trabalha o texto e se realmente há diferenças entre esse ensino e as novas práticas propostas pela Lingüística Aplicada, no que diz respeito especificamente no trabalho com a oralidade.
Sendo assim, os objetivos deste trabalho são: comparar as propostas do ensino tradicional com as propostas da Lingüística Aplicada,em relação ao trabalho com a oralidade na sala de aula e propor algumas atividades para serem realizadas em sala de aula.
Muito se discute a respeito do ensino de língua materna na sala de aula. Os professores têm conhecimento de que o ensino tradicional deve ser mudado e que as abordagens da Lingüística Aplicada não podem ser desconsideradas. Porém, os professores não conseguem colocar em práticaesse conhecimento. Portanto, é importantes a apresentação de propostas de trabalhos com a oralidade na sala de aula, utilizando tanto a produção como a recepção de textos.
 
FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA
O Ensino do texto segundo a Gramática Tradicional
Um trabalho mais corrente e mais antigo com a Língua Portuguesa baseia-se na idéia de que estão na gramática tradicional as regras estabelecidas poraqueles que conhecem melhor a língua, com o objetivo de levar os indivíduos a escreverem corretamente. Essa intenção pode ser observada na última edição da gramática, para sala de aula, apresentada por Bechara:
“Entregamos aos colegas de magistério, aos alunos e ao público estudioso de língua portuguesa esta edição, revista, ampliada e atualizada, levado que estamos pelos mesmos propósitos quenos fizeram, em 1961, trazer à luz a Moderna Gramática Portuguesa” (BECHARA,1999: 19).
As propostas da gramática tradicional estão centradas no padrão culto da língua escrita, sendo as outras modalidades consideradas desvios. Dessa forma, os alunos que não utilizam a variante culta, na escola e na sociedade, sofrem preconceitos, uma vez que norma culta é sinônimo de língua portuguesa exemplar.Observa-se, então, que há um descaso da escola com as demais variedades, pois não leva em conta que a criança aprende sua língua quando começa a falar.
A gramática tradicional, como considera Marcos Bagno (2004), só analisa frases, todavia ninguém fala por meio de frases soltas, o que as pessoas produzem são textos. As frases soltas, segundo o lingüista, são analisadas, sem levar em consideração ocontexto em que estão inseridas, ou seja, a comunicação. Por isso, o investimento exclusivo no ensino da gramática tradicional não tem sido suficiente para criar uma total autonomia dos alunos no que se refere à produção textual, já que eles não sabem aplicar no texto as regras que aprendem.
 
O ensino do texto segundo a Lingüística Aplicada
Para Moura Neves (2002), a escola deve levar o aluno aatingir o desenvolvimento lingüístico, entretanto os professores fragmentam o ensino quando o dividem em leitura e compreensão, estudo da evolução da literatura, gramática e produção textual. A segmentação não permite aos alunos refletirem e operarem sobre a linguagem, o que eles fazem inicialmente é ler/interpretar, e, posteriormente, analisar a língua, ou seja, fazem atividades realizadas emmomentos distintos que não os levam ao desenvolvimento da capacidade lingüística.
Segundo Moura Neves (2002), um ensino gramatical, com sentido e eficácia, deve basear-se nos conteúdos apresentados por textos dos próprios alunos e de outros autores, trata-se de ensino de língua e não só de gramática. Assim, o papel dos professores de Língua Portuguesa não é fazer com que os alunos adquiram somente...
tracking img