Origem do serviço social na europa e no brasil ideologia dos profissionais durante o processo de institucionalização.

Páginas: 10 (2461 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2011
[pic]

SERVIÇO SOCIAL

ANA CAROLINA DINIZ BENZAQUEN

origeM do Serviço Social na Europa e no Brasil
IDEOLOGIA DOS PROFISSIONAIS DURANTE O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO.

Contagem
2010

ANA CAROLINA DINIZ BENZAQUEN

origeM do Serviço Social na Europa e no Brasil
IDEOLOGIA DOS PROFISSIONAIS DURANTE O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO.

Trabalhoapresentado ao Curso Serviço Social EaD da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para a disciplina Fundamentos Históricos, Teóricos e Metodológicos do Serviço Social I
Profª. Rosane Ap. Belieiro Malvezzi

Contagem

2010

INTRODUÇÃO

Este texto tem por finalidade relatar a origem do Serviço Social na Europa, no Brasil e suas bases como o capitalismomonopolista e a Igreja Catolica, assim como o reflexo e os preceitos ainda existentes referentes ao Assistencialismo cristão promovido na epoca do seu surgimento.

Tal estudo foi significativo agregando conhecimentos e experiências para que futuramente possamos aplica-las ou não em nossa atividade profissional de assistência social.

Para o conhecimento dos detalhes sobre este trabalho utilizei ostextos e livros complementares disponíveis em nossa biblioteca virtual acadêmica, e alguns livros onde constava em nosso material didatico a indicação para a leitura destes.

origeM do Serviço Social na Europa e no Brasil
IDEOLOGIA DOS PROFISSIONAIS DURANTE O PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO.

O capitalismo, que foi desenvolvido na Revolução Industrial, passou por três fases significativas,sendo: de 1780 a 1870, a primeira fase, chamada de capitalismo industrial liberal; de 1870 a 1945, a segunda fase, chamada de capitalismo industrial monopolista; e de 1945 em diante, a terceira fase, chamada de internacionalização do capitalismo.
No final do Século XVIII e ao longo da primeira metade do século XIX, surgiu na Inglaterra, a Revolução Industrial, expandido-se para toda a EuropaOcidental, e atingindo também os Estados Unidos. Este período também foi marcado pelo surgimento e ascensão do capitalismo industrial, trazendo com ele uma grande revolução econômica e social. Caracteriza-se por um novo modo de produção , desenvolvido nas fabricas e industrias, exigindo uma demanda continuada de mão-de-obra. Neste período a burguesia tratava os proletariados como algo que lhespertencia, exploração abusiva. Neste situação, o Estado se submete à burguesia, enquanto aliado, através de uma maneira dura legislação urbana impondo aos trabalhadores difíceis provações, com o objetivo de proteger o capital e seus possuidores, impondo ao proletariado inúmeras e difíceis provações.
No entanto as sequelas sociais ocasionadas pela situação, impulsionava os trabalhadores a se organizareme lutarem contra elas. Nesta época a burguesia traçava estratégias que pudessem consolidar seus interesses, formuladas através de dominação, exploração e opressão, onde o objetivo era o acumulo da pobreza e da miséria da classe operaria. Neste sentido era fundamental efetuar um controle social capaz de conter com excelência as manifestações do proletariado e também conter o crescimento dadisseminação da pobreza e do conjunto de problemas a ela ligados.
Referendada em experiências de sociedades pré-capitalistas, quando a relação de trabalho era dada pelo trabalho servil, a burguesia recorre ao assistencialismo como alternativa em legitimar a condição desumana que era remetida a classe operaria.
Segundo Martinneli (1991) enquanto o trabalhador livre e assalariado, e especialmenteenquanto cidadão, o operário era possuidor de direitos que a própria Revolução Francesa proclamara, entre os quais se colocava desde o direito á liberdade pessoal e à vida digna, até o direito à igualdade e à assistência, quando necessária. Ocorre que tal sociedade, plena de contradições, negava, na pratica, aquilo que anunciava no discurso (MARTINELLI, 1991, p. 61)
Esta iniciativa tinha como...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • As origens do serviço social na europa e no brasil
  • Origens do serviço social na europa, eua e brasil
  • PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL
  • PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL
  • Processo de institucionalização do serviço social
  • A institucionalização do serviço social no brasil
  • MEMORIAL DO PROCESSO DE INSTITUCIONALIZAÇÃO DO SERVIÇO SOCIAL
  • Memorial do processo de institucionalizacao do servico social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!