Orificios e bocais

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1621 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Laboratório de HIDRÁULICA: orifícios e bocais





























São Paulo
2012







LABORATÓRIO DE HIDRÁULICA: ORIFÍCIOS E BOCAIS












Trabalho apresentado como exigência parcial para a disciplina Hidráulica do curso de Engenharia Civil da Universidade Anhembi Morumbi, sob a orientação do Prof. João Batista.São Paulo
2012

Sumário



Introdução 14


OBJETIVO 15


CONCEITOS TEÓRICOS 16


O EXPERIMENTO 17


CONCLUSÃO 18


REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 19




Introdução



Para obtenção dos dados experimentais necessários à demonstração do funcionamento de orifícios ou bocais cilíndricos, realizamosuma experiência no CTH – Centro Tecnológico de Hidráulica e Recursos Hídricos da USP.
Nesse relatório, são apresentados os procedimentos para coleta de dados no laboratório, a demonstração dos cálculos, utilizando os dados coletados e as fórmulas indicadas na apostila auxiliar. Por fim serão apresentados os resultados obtidos bem como a análise dos resultados em função do objetivo.objetivo

Essa experiência tem como objetivo determinar os coeficientes de velocidade, vazão e contração e velocidade ( Cv, Cq e Cc ), para um orifício circular de parede delgada, um bocal cilíndrico externo e um bocal cilíndrico interno em função da carga sobre o orifício ou bocal.

conceitos teóricos




O estudo de orifícios e bocais datam desde o século XVI com os experimentosde Evangelista Torricelli a respeito da velocidade dos jatos de água formados


quando eram feitos aberturas em reservatórios de água. A famosa lei de


Torricelli é enunciada atualmente na forma:


[pic]

onde V é a velocidade do jato, g é aceleração da gravidade e H a altura de água no reservatório.


Orifícios:




Orifícios são perfurações (geralmente deforma geométrica conhecida) feitas abaixo da superfície livre do líquido em paredes de reservatórios, tanques, canais ou tubulações, com a finalidade de escoar o líquido e medir de vazão. Um orifício é considerado ‘afogado’ quando ele descarrega em um reservatório também submerso.


Os orifícios podem se classificar de acordo com as seguintes premissas:


- Forma geométrica: retangular,circular, triangular;


- Dimensões: Grandes ( d > h/3 ), pequenos (d < h/3).

- Espessura da parede:
-Delgada: A veia líquida só está em contato com a linha de contorno, perímetro do orifício.
-Espessa: o jato do líquido flui colado a parede. Neste caso, a espessura da parede é menor que uma vez e meia a menor dimensão do orifício.
-Bocal: A espessura da parede é duas a trêsvezes maiores que a menor dimensão da abertura. O estudo dos orifícios de parede espessa se faz do mesmo modo que o dos bocais.


[pic]


Bocais:
Bocais são peças tubulares que são adaptadas aos orifícios com a intenção de direcionar o jato de fluido a ser escoado do reservatório.
Poder sem classificados como:

-Bocal cilíndrico externo:

É um tubo cilíndrico que se projetapara fora da parede, ou um orifício numa parede espessa.
Bocal padrão é o bocal cujo comprimento iguala-se a 2,5 vezes o seu diâmetro.
Quando a altura d’água é grande em relação ao comprimento do bocal, o jato é idêntico ao do orifício. No bocal propriamente dito, porém, há contração da veia liquida como nos orifícios, seguindo-se uma expansão do jato que na seção de saída enchecompletamente o bocal.
O coeficiente de contração do bocal é igual a unidade, mas o coeficiente de velocidade é muito menor que o dos orifícios, devido a perda que ocorre na expansão da veia, onde há um grande turbilhonamento.
No bocal padrão os coeficientes são:
CC = 1,0;
CV = Cd = 0,82
A descarga do bocal é bastante maior que a do orifício de igual diâmetro, sob a mesma...
tracking img