Orgulho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1647 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de janeiro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
"O orgulho dos pequenos consiste em falar sempre de si próprios; o dos grandes em nunca falar de si." (Voltaire)

O tema orgulho é pouco explorado no que diz respeito a pesquisas acadêmicas de cunho psicológico. Em uma pesquisa realizada em uma importante base de dados da internet, ISI Web of Knowledge, o resultado encontrado foi 14 artigos, sendo que destes apenas 7 se referiam ao temaproposto. Ao pesquisar produções em português, o resultado foi ainda menor. A maioria das produções encontradas referem-se à orgulho LGBT, orgulho negro e religioso. Em pesquisas de abordagem cognitiva, o orgulho aparece como uma emoção muito experienciada, entretanto essa vivência não tem interessado pesquisadores e teóricos a tratarem do assunto. Este trabalho visa investigar introdutoriamenteessa emoção pouco estudada, através do contexto do orgulho religioso. A principal questão seriam quais os benefícios ou qual a importância do orgulho para o ser humano, tendo em vista uma abordagem cognitiva e também filosófica.
Os primeiros estudos encontrados na pesquisa bibliográfica foram estudos de David Hume. Este filósofo fala que o orgulho é uma das paixões classificadas comoindiretas, pois não nascem imediatamente do bem ou do mal, do prazer ou da dor, e sim procedem destes mesmos princípios, mas mediante a combinação de outras qualidades. O texto original, localizado no seu Tratado da Natureza Humana, fala, além do orgulho, do seu oposto, a humildade. As paixões de orgulho e humildade são classificadas também como impressões secundárias, uma vez que procedem das originais(impressões sem nenhuma percepção antecedente, dos sentidos), seja indiretamente, seja pela interposição de sua idéia. Essas impressões reflexivas (ou secundárias) seriam, segundo Hume, tranqüilas (sentimento de beleza e feiúra) e violentas (paixões de amor e ódio, pena e alegria, orgulho e humildade). O orgulho e a humildade, sendo despertados, dirigem imediatamente nossa atenção para nós mesmos econsideram isto como seu objeto final e último, mas, de acordo com Hume, existe algum outro requisito para fazer com que surjam, algo que é peculiar a cada uma das paixões e não se produz em ambas num grau exatamente igual. As causas do orgulho e da humildade podem ser diversas e, seus opostos, causas da humildade: cada qualidade valiosa da mente, seja da imaginação, juízo, memória, seja docaráter, sabedoria, bom sentido, valor, justiça e integridade. A paixão compreende toda a classe de objetos que se referem a nós.
Outros estudos de cunho cognitivo adotam visão semelhante a de Hume. Sauter (2010) afirma que temos duas modalidades de emoções, as consideradas básicas como alegria e tristeza e as secundárias, que seriam aprendidas social e culturalmente, o orgulho foi posto como umadessas emoções secundárias. Entretanto, estudos de Tracy & Matsumoto (2008), que fotografaram atletas que venceram partidas olímpicas de judô, produziram um número de comportamentos que podem ser associados como orgulho, como levantar os braços, inclinar a cabeça para trás, sorrir e expandir o peito. Essa configuração de comportamentos também foi observada em atletas que nasceram cegos, o queindicaria que esses comportamentos são inatos. Tratando o orgulho como uma emoção secundária, que é produzida após uma atividade reflexiva e influenciada pela cultura, tem-se a questão do orgulho religioso.

O orgulho vem sendo entendido como um sentimento ou emoção negativa desde os primórdios da humanidade, a ponto de a religião se debruçar sobre o assunto. Segundo a Igreja Católica ealguns de seus mais influentes pensadores, este seria um dos sete pecados capitais, que seriam aptos a punição por afastar o homem do Divino. Segundo o Papa Gregório I, o orgulho seria o pecado que mais ofenderia ao amor. O orgulho então seria a fonte de todos os males do homem, sendo explicado através da história de Lúcifer, o anjo orgulhoso caído, que representa tudo o que existe de ruim e...
tracking img