Organizações mecanicistas x organizações flexiveis: existiria um meio termo?

UNIVERSIDADE ANHANGUERA

Polo de São Sebastião, Brasília – DF.





Curso: Administração de Empresa

1º Semestre



Turma: N - 11

Professora EAD: Maria Cristiane Vinholi De Brito.ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS:

COMPORTAMENTO ORGANIZACIONAL



Alexandre Campos de Oliveira – RA – 298531

Gessineide Chaves Souza – RA -355794

Jean Carlos Gomes Ribeiro –RA – 382849

João Rocha Damaceno – RA – 349252









Brasília, 18/04/2012



INTRODUÇÃO

Administrar uma empresa requer muito mais do que o exercício das funções básicas degerência como: planejar, organizar e controlar. As ameaças às organizações, vindas de fatores internos e externos, por exemplo, clientes, fornecedores, concorrência e em decorrência das mudanças nocontexto socioeconômico requerem habilidades humanas em alto grau de refinamento. A compreensão do comportamento individual e dos grupos em situação de trabalho constitui o campo de estudo doComportamento Organizacional, de modo particular investiga as questões relacionadas com lideranças e poder, estruturas e processos de grupo, aprendizagem, percepção, atitude, processos de mudanças, conflito edimensionamento de trabalho, entre outros temas que afetam os indivíduos e as equipes nas organizações. Os gerentes reconhecem, nos estudos proporcionados pelo Comportamento Organizacional, poderosasferramentas em face da complexidade gerada pela diversidade, globalização, qualidade total e as contínuas mudanças ocasionadas pelas alterações rápidas em vários segmentos da sociedade.

OComportamento Organizacional está se estabelecendo firmemente como um campo próprio de estudo por meio de suas teorias e técnicas de pesquisa. Embora o estudo do comportamento humano no trabalho sejasistemático e rigoroso, é preciso ressaltar que as pessoas são diferentes e a abordagem de Comportamento Organizacional leva em conta uma estrutura contingêncial considerando variáveis situacionais para...
tracking img