Ordens

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1057 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 4 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
a Antiguidade Clássica, temos como formas de referência Roma e Grécia, tanto para a própria época quanto para a atualidade, pois sua cultura se expandiu por todo continente europeu e encontramos hoje grandes contribuições destas civilizações. No que se refere à arquitetura, os ocidentais foram fortemente influenciados pela arquitetura clássica grega.
A delimitação do território próprio daarquitetura e o ‘homem como medida de todas as coisas’ são algumas dessas contribuições que foram disseminadas e enriquecidas pelos romanos (como por exemplo, o sentido de espaço como lugar de ação, como meio de expressão da arquitetura, que é quando a arquitetura toma seu sentido autentico, foi dado pelos romanos) e tornando-se referência para o estudo da arquitetura clássica.
E na integraçãodesse estilo arquitetônico, temos as ordens, que segundo John Summerson, em “A essência do classicismo”, as ordens “controlam a estrutura” e ainda “(...) consiste na unidade ‘coluna-superestrutura’ que compõem a colunata de um templo. Não precisa ter pedestal (...) precisa ter um entablamento”.


É Vitrúvio, arquiteto romano que escreveu o tratado “De Architectuta” (composto de 10 volumesredigidos aproximadamente de 27 a 16 a.C.), que nos traz as descrições mais antigas sobre ordens que conhecemos hoje. Vitrúvio relata e descreve as características de três ordens: a dórica, jônica e a coríntia; além de contar como teriam surgido, suas relações com os deuses e também cita brevemente a ordem toscana.
Uma quinta ordem é acrescentada posteriormente, por Alberti, que se embasa emobservações de ruínas romanas e nos textos de Vitrúvio para descrever as ordens. Essa ordem acrescentada por Alberti é uma combinação de outras duas, a jônica e a coríntia, e recebe o nome de compósita.
Porém, quem transmite fortemente os sentidos e as descrições de tais ordens para o mundo contemporâneo é Sebastiano Serlio, que em seu tratado “As cinco maneiras de construir”, começaapresentando uma gravura das cinco ordens (da esquerda para a direita: ordem toscana, dórica, jônica, coríntia e compósita) sendo assim o primeiro a apresenta-las “como uma série fechada, à qual nenhum acréscimo seria admissível” segundo Summerson.
Mas apesar de tal definição que Summerson adquire de como Serlio apresenta as ordens, pode-se concluir através de uma leitura detalhada que Serlio narra asordens a partir de um olhar próprio, que pode ser variável, apresentando então certa flexibilidade. O que depois pode ser entendido quando se conhece uma nova ordem inventada por Philibert de l’Orme, a ordem francesa. Ou seja, segundo palavras do mesmo Summerson, sobre as ordens “É melhor considerá-las expressões gramaticais que exigem uma imensa disciplina, mas uma disciplina dentro da qual asensibilidade pessoal tem sempre um determinado papel – mas ainda, uma disciplina que pode ser rompida por um lance de gênio poético”.
O importante é que cada ordem carrega uma personalidade e uma razão para seu uso. E tais considerações estão contidas nos relatos de Vitrúvio, na ordem dórica como exemplo de “solidez e elegância de um corpo viril (masculino)”; na jônica a “esbelteza feminina”;e a coríntia a “graciosidade de uma donzela”. As utilizações de tais ordens são dadas por Serlio, na consideração da ordem dórica como masculina propõe seu uso emm igrejas dedicadas a santos extrovertidos e figuras combativas em geral; a ordem coríntia, como feminina, deveria ser utilizada em igrejas dedicadas às virgens, principalmente Maria; a ordem jônica permanece como meio termo, um serassexuado, um belho erudito ou uma matrona calma e gentil, com utilização em igrejas para santos tranquilos ou para homens; a toscana seria mais adequada para fortificações e prisões e a ordem compósita não apresentava utilizações especiais.


Estudo das ordens clássicas:




- Toscana: Uma simplificação da ordem dórica, de fuste liso e capitel simples, com um intercolúnio (espaço...
tracking img