Ordem desordem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 9 (2182 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) foi criada em 1902 na “2ª. Conferência Internacional da Organização dos Estados Americanos”, sendo considerada como o organismo regional especializado em saúde do Sistema Interamericano. Segundo seu site oficial, a OPAS tem por missão “orientar os esforços estratégicos de colaboração entre os Estados membros e outros parceiros, no sentido de promover aeqüidade na saúde, combater doenças, melhorar a qualidade e elevar a expectativa de vida dos povos das Américas” (OPAS, 2007).

Para Nísia Lima (2002), cujo trabalho procura compreender o “papel desempenhado pela saúde na configuração das relações internacionais a partir da segunda metade do Século XIX”, a OPAS, criada em 1902 “é não só o mais antigo organismo de cooperação na área de saúde, mastambém uma das primeiras instituições de cooperação internacional”. (LIMA, 2002, p.25)

Em seu trabalho, Lima (2002), divide a história da OPAS em momentos distintos. No primeiro momento, entre 1902 a 1947, a atuação da OPAS se deu principalmente por meio das “Conferências Sanitárias Pan-Americanas”, que difundiam as idéias científicas e as ações de saúde desenvolvidas pela Organização,principalmente por intermédio do Boletim da Oficina Sanitária Pan-americana, conseguindo implementar o Código Sanitário Pan-Americano em 1924, que regulamentava as ações pertinentes ao controle das doenças transmissíveis. (LIMA, 2002, p.48).

Num segundo foi à implantação do programa de descentralização e transformação da OPAS em organismo regional da Organização Mundial da Saúde (OMS), criada em1946.

Contudo, a incorporação da OPAS à OMS somente ocorreu em 1948, quando os países Latino-americanos fizeram consideráveis contribuições em dinheiro, fazendo com que o orçamento da OPAS, que ficava na casa dos US$ 100 mil dólares, chegasse a incrível marca dos quase US$ 1,3 milhão. Assim, nesse mesmo ano, os acordos entre a OMS e OPAS, foram conduzidos à 1ª. Assembléia Mundial de Saúde.

Osrumos da OPAS sob a direção de Fred Soper[1] consistem no segundo momento, no período de 1947 a 1958. Esse período ficou marcado pelo advento da segunda guerra, e pelos acordos bilaterais entre o Instituto de Assuntos Interamericanos, criado em 1942 e subordinado ao Departamento de Estado, e os governos latino-americanos, que permite passar a entender a saúde como uma forma estratégica de atuação.Fred Soper teria estabelecido uma forte interação com sanitaristas brasileiros, principalmente com Clementino Fraga, Belisário Pena e João de Barros Barreto, e “pode-se afirmar que suas atividades, segundo o modelo de ampla cobertura territorial e vigilância sanitária estrita, apresentavam afinidades com a centralização da administração pública durante o Governo Vargas” (LIMA, 2002).

Noterceiro período, entre 1958 a 1982, a autora cita, entre os grandes temas que envolveram as relações entre Brasil e OPAS, a reforma no ensino médico. Entre as iniciativas esta a criação da Biblioteca Regional de Medicina (BIREME) em 1967 com sede em São Paulo, em parceria com o Ministério da Saúde.

Na década de 60, a OPAS, começou a difundir o modelo de medicina preventiva na América Latina. Aproposta pretendia reformular o ensino médico, introduzindo a "mentalidade preventivista" e a implantação da medicina comunitária. Para isso, a OPAS procurou apoiar o surgimento de departamentos de Medicina Preventiva no país.

Como o desenvolvimento urbano e industrial do Brasil pós década de 60 acarretou um impacto significativo nos serviços públicos, nas condições saúde de habitação e trabalho,“esse quadro suscitou os debates sobre as políticas de saúde nas décadas de 1960 e 1970, intensificando os estudos sobre pobreza urbana e suas relações com temáticas sanitárias”. (LIMA, 2002, p.80)

No período correspondente a 1958 a 1982, em parte marcado pela Guerra Fria, e pelo esfriamento das relações entre Estados Unidos e Cuba, a OPAS teria, segundo Macedo (1977), a única a ter apoiado e...
tracking img