Oração aos moços

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 4 (812 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Autor: Rui Barbosa.
Editora: Martin Claret.
Bibliografia: BABOSA, Rui. Oração aos Moços. Editora Martin, 2007.
Biografia
Jurisconsulto, político, escritor e abolicionista, Rui Barbosa deOliveira nasceu em Salvador em 5 de novembro de 1849. Logo, no inicio de sua celebre carreira, participou e apoiou a campanha das eleições diretas e da abolição da escravatura. Mas foi graças a publicaçãoda tradução “O papa e o concílio” de Johan Joseph Von Dollinger, que seu nome passou a ser reconhecido em todo país. Rui Barbosa dirigiu o famoso “Diário de Noticia”, em 1878 foi eleitodeputado provincial da Bahia, e em seguida deputado geral. Defendia a liberdade publica, não aceitando algumas decisões do governo que feria essa liberdade. Era critico ferrenho e defensor da igualdadeentre as nações. Fez parte da revolta armada, foi perseguido e preso, e acabou se exilando. Faleceu em 1 de março de 1923 na cidade de Petrópolis. No entanto, sua carreira foi esplêndida, esuas obras e discursos influenciaram vários estudantes e estudiosos, formando assim seguidores questionadores da realidade social e política da sociedade brasileira ao longo da sua vida.

ResenhaOração aos Moços não é uma simples obra literária, e sim um discurso solene, feito por Rui Barbosa, que foi lido na formatura da turma de 1920 da Faculdade de Direito do Largo São Francisco.Devido seus majestosos anos de experiência na carreira jurídica, política e social, seu discurso é marcado por conselhos, sentimentalismo e persuasão. No inicio do discurso Rui Barbosa, tentafazer com que os formandos não se sintam indiferentes com o seu discurso. E demonstra que sente feliz com os dois mundos que se encontram, o mundo dele que seria o fim da carreira, e o outro que seria oinicio da carreira jurídica, no qual é representado pelos seus ouvintes. Como podemos observar nesse trecho: “Em verdade vos digo, jovens amigos meus, que o coincidir desta existência declinante com...
tracking img