Operador de chechout

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 112 (27800 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 15 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CARTILHA DE CHECKOUT
ERGONOMIA
[pic]

INDICE


Introdução 04





Descritivo da Função 09




Definição e História da Ergonomia 29

LER e DORT 81

Riscos da Função 97

EPI e EPC 124

Projeto Ergonômico 128

Formulário de Análise Ergonômica do Trabalho (AET) 141

Ginástica Laboral 153

Conclusão 177

Bibliografia 181COMPONENTES DO GRUPO


Cristiane Alves Ribeiro Wiski N°04


Elvis da Silva Fernandes N°33


Gisele da Silva Campos N°10


Glaucilene de Araújo Silva Maciel N°11


Raquel Oliveira N°20


Stefany Celiberto N°22














INTRODUÇÃO




Esta Cartilha teve o objetivo avaliar as condições de trabalho e os postos de trabalho dos operadores de caixa. Os resultadosdemonstraram condições de trabalho prejudiciais à saúde, como longas jornadas de trabalho e alta prevalência de desconfortos musculoesqueléticos.
A sintomatologia foi avaliada pelos trabalhadores como resultado de fatores relacionados ao trabalho, como movimentos biomecânicos de passagem e registro de mercadorias, posturas exigidas pelo posto de trabalho e mobiliário utilizado no posto de trabalho. Asobservações diretas analisaram as rotinas do trabalho e apontaram os movimentos realizados pelos operadores.
A comparação entre medidas do mobiliário e antropometria demonstra incompatibilidade entre os componentes do posto de trabalho. A aplicação do check-list confirmou o alto risco de Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho e a necessidade de melhorias nas condições de trabalho destacategoria profissional.
As inovações tecnológicas e organizacionais vêm causando importantes mudanças no trabalho, levando a uma nova relação homem-máquina e expondo o trabalhador a novos riscos à sua saúde. Esta realidade está sendo vivenciada pelos trabalhadores do setor de supermercados na substituição da caixa registradora pela leitura de código de barras no processo de registro de mercadoriaspelos operadores de caixa.
No Brasil, entre os trabalhadores do comércio e serviços, o setor de supermercados é o que apresenta maior incidência de Distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT) - um conjunto de afecções das estruturas do sistema osteomuscular, de origem ocupacional e decorrente de: uso repetitivo de grupos musculares; uso forçado de grupos musculares; e manutenção deposturas inadequadas que atingem principalmente os membros superiores, a região escapular e o pescoço (BRASIL, 1998).
A utilização dos conceitos da Ergonomia no projeto de postos de trabalho auxilia na prevenção de acidentes e doenças ocupacionais, pois esta atua para adequar o trabalho ao homem, de modo a garantir o máximo de conforto, segurança e eficácia das ferramentas, máquinas edispositivos utilizados pelo trabalhador.
As populações são compostas de indivíduos de diferentes tipos físicos, os quais apresentam diferenças nas proporções de cada segmento corporal (IIDA, 1997). Portanto, para que não haja lesões musculares, dores e fadiga, levando a lesões às vezes irreversíveis, os postos de trabalho devem estar adequados à população usuária. Em virtude desta realidade, é necessáriobuscar uma melhor adequação do posto de trabalho aos indivíduos que nele atuam, de acordo com os perfis populacionais e as áreas de atuação profissional.
As atividades desenvolvidas pelos caixas de supermercados são intensas e altamente repetitivas, tornando-se ainda mais intensas pela introdução do scanner (INRS, s/d), que ajuda a diminuir o tempo de passagem de mercadorias, mas, diminui aatenção ao cliente. Esta alta repetitividade, unida a outros fatores próprios do trabalho, que serão analisados no presente artigo, leva ao aparecimento de monotonia no trabalho e ao estresse. Esta situação, quando unida às condições inadequadas do posto, às posturas e ao peso das mercadorias leva a um aumento das exigências físicas da atividade.
Os caixas dos supermercados analisados atendem cerca...
tracking img