Ong terceiro setor

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 14 (3416 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de agosto de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Quanto mais transparente, mais colorido é o Terceiro Setor. Discussões sobre transparência e ética geram reflexão sobre a gestão das associações sem fins lucrativos no Brasil, que seus projetos recebam a devida administração e possam colorir vidas. Por: Rigeria Salado Que cor você daria ao Terceiro Setor brasileiro? O branco que simboliza a paz? Ou o azul que agrada a quase todos por transmitirserenidade e tranqüilidade? E que tal o violeta? Representa transformação e, em meio ao comprovado crescimento do número de organizações sem fins lucrativos no país, atestaria as atuais mudanças no cenário social. Ou ainda, se pensarmos pelo lado da solidariedade e do voluntariado, muitos escolheriam o rosa, a cor oficial que caracteriza este espírito de doação humana e que está presente nosuniformes de colaboradores voluntários espalhados por entidades sociais de todo o mundo. Provavelmente, há quem diga que a melhor opção seja o preto, por considerar a situação complicada e obscura enfrentada por muitas ONGs ou, talvez, o vermelho, já que quase sempre faltam verbas para o financiamento e a execução de projetos nesta área. Mas, os otimistas, com certeza, iriam mais além e escolheriam overde, a cor da esperança, evidenciando que dias melhores virão e contribuirão para o progresso do Terceiro Setor nacional. Amarelo, marrom, cinza, laranja... A paleta de cores é infinita, e há ainda muito mais opções, se levados em consideração nuances, tonalidades e dégradés. Ou melhor, essa variedade leva a muitas outras interpretações a respeito dos assuntos que fazem parte do dia-a-dia decentenas de milhares de associações filantrópicas como, por exemplo: arrecadações financeiras, relações entre parceiros, prestação de contas, execução de projetos, contratação de serviços e funcionários, eleição de gestores etc. Entretanto, ainda é possível enxergar o setor social como ele realmente é, se a opção for vê-lo como uma caixa de vidro transparente. Esse artifício facilita o conhecimentototal do objeto por dentro e por fora, já que a ausência de cor torna mais nítida a visão de cada parte do todo. E na prática? O que é necessário para destacar o transparente e, assim, realçar as cores que pintam a imagem do setor social brasileiro? Ética é a alma do negócio. Além da transparência, o respeito à ética é um fator preponderante para garantir credibilidade às associações filantrópicasque realmente estão interessadas em contribuir para o desenvolvimento social de qualquer comunidade, cidade ou nação. Mas, o que é ética? Em seu livro O que é ética? Lançado pela editora Brasiliense, Álvaro Valls faz a seguinte definição: “a ética é daquelas coisas que todo mundo sabe o que são, mas que não são fáceis de explicar, quando alguém pergunta.” Já segundo o dicionário Houaiss da LínguaPortuguesa, ética é “parte da filosofia responsável pela investigação dos princípios que motivam, distorcem, disciplinam ou orientam o comportamento humano, refletindo especialmente a respeito da essência das normas, valores, prescrições e exortações presentes em qualquer realidade social”. No entanto, apesar da compreensão do conceito, é necessário exercitá-lo, sair da teoria e executá-lo. “Isso éa prática. Não adianta ter código de ética e não aplicá-lo no dia-a-dia da entidade social. A ética está nos atos e não nas palavras”, enfatiza Cláudio Weber Abramo, diretor-executivo da Transparência Brasil, organização independente fundada em abril de 2000 por um grupo de indivíduos e organizações não-governamentais comprometidos com o combate à corrupção. Para Eduardo Szazi, especialista emlegislação do Terceiro Setor, consultor jurídico do Grupo de Institutos Fundações e Empresas (Gife) e autor do livro Terceiro Setor: Regulação no Brasil, ética deve estar presente em qualquer lugar, independente do ramo de atividade. “O que é ético para nossa sociedade é ético para todos os seus atores, inclusive ONGs”, diz. Sendo assim, transparência e ética realmente “andam de mãos dadas” como...
tracking img