Olson- a lógica da ação coletiva

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (276 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Um grupo de pessoas se associa quando persegue um objetivo em comum e quando esse objetivo for mais facilmente alcançado pela associação do que pelos indivíduos. Emgeral, as associações perseguem objetivos comuns a seus membros. (p.19)

Os bens alcançados pelas associações são bens comuns, ou seja “aqueles que não pagam por nenhumbenefícios públicos ou coletivos de que desfrutam não podem ser excluídos ou impedidos de participar do consumo desses benefícios, como podem quando se trata de benefícios nãocoletivos.”(p.27). Sendo assim, os indivíduos da associação se sentem pouco estimulados a prover os bens já que se beneficiaram destes sendo ou não ativos no seufinanciamento.

A teoria tradicional dos grupos sociais diz, na sua variante informal, que o homem se associa por uma espécie de instinto gregário. Já a variante formal, por suavez, discorre que tanto grupos pequenos quanto grupos grandes atraem membros pelos mesmos motivos, motivos estes de caráter funcional. (p.32 e 33)

Para Olson,entretanto, grupos pequenos se consolidam com mais freqüência uma vez que o restrito numero de participantes tornara alto os ganhos pessoais fazendo com que mais facilmente um entedo grupo assuma os custos do beneficio. (p.46)

Olson faz uma distinção entre grupos exclusivos, aqueles que controlam a entrada de novos membros, e os gruposinclusivos, grupos que não criam barreiras para a entrada de novos membros. Os primeiros estão inseridos em uma situação de mercado, sendo essa a razão para a intolerância parcial anovos membros. (p.49 e 50)

Bibliografia: Olson, Mancur. 1999. A Lógica da Ação Coletiva: os benefícios públicos e uma teoria dos grupos sociais. São Paulo: EDUSP
tracking img