Olha lá quem vem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 246 (61425 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de julho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Capítulo 1
Nações antigas tinham de saber quem Ele é
ASSIM como nações antigas não gostavam dele, também as nações da atualidade não gostam dele. Nem gostam do seu nome. Por não mencionarem seu nome, procuram desconsiderar sua existência, para que se torne alguém desconhecido e para que a lembrança de seu nome se desvaneça. É estranho, porém, que as nações não puderam eliminar o nome dele dahistória humana. Não impediram que seu nome fosse proclamado amplamente em toda a terra, em nosso século vinte. É evidente que o Portador deste nome deve ser maior do que todas as nações. Seu nome é o maior em todo o universo. É o nome mais antigo de que há registro. É imortal! Adorna o Maior Ser em todo o céu e a terra. É tão imperecível como seu Portador. Nações do passado chegaram a conhecê-lo.Nações atuais, como organizações políticas, também chegarão a conhecer este Nome incomparável. Dentro em breve, elas perecerão, mas não o Nome! Antes de perecerem, terão de conhecer a superioridade Daquele que leva esse Nome.
2 Neste respeito, a história terá de repetir-se, mas em escala muito maior. A história registrada do passado justifica-nos em esperarmos que o nome venha a ocupar seu lugarlegítimo entre todos os que habitam a terra. A vindicação dele como nome Daquele que realmente vive, que é Todo-poderoso e supremo, deixará espantadas as nações. Elas, embora involuntariamente, terão de reconhecer Aquele cujo nome foi injustamente vituperado e desprezado entre os homens. Saberão que ele existe e que ele falou, e que aquilo que falou nunca deixou de acontecer. O significado disso,para todas as nações, é do maior interesse para cada membro desta atual geração da humanidade, no presente.
3 Para nós, os que vivemos hoje, qualquer acontecimento que ocorreu no ano 1513 antes de nossa Era Comum, foi algo que ocorreu há muito tempo atrás. Há quase três mil e quinhentos anos atrás! Mas, para o Eterno, cujo nome precisa ser vindicado, tal período de tempo não é calculado segundo arotação diária da terra sobre o seu eixo, nem segundo o seu movimento anual em torno do sol. Estes três milênios e meio são considerados apenas como três dias e meio nossos. E o que representa só meia semana de tempo para Ele? Para Ele, foi apenas há meia semana atrás, que ele confrontou a potência política de primeira classe do século dezesseis antes de nossa Era Comum. Por isso, não foi apenasuma proclamação poética quando um cancionista inspirado daqueles dias Lhe disse: “Mil anos aos teus olhos são apenas como o ontem que passou e como uma vigília durante a noite.”
4 Não lhe importava que aquela primeira potência mundial tivesse o mais recente equipamento militar em grande quantidade e pudesse dominar a terra então habitada. A altamente prezada sabedoria e o elevado grau decivilização dela eram-lhe indiferentes. O grande número de seus deuses e de suas deusas religiosos não O intimidavam, mas apenas demonstravam quão ignorante e enganada aquela potência mundial altamente civilizada era em questões religiosas. O que lhe importava então era que esta potência mundial entrara em dificuldades com ele. Como?
5 Já presenciou alguma vez um povo inofensivo ser oprimido por um governopolítico poderoso, militarista e nacionalista, neste século vinte? Esta pergunta traz à nossa memória diversos povos e grupos raciais oprimidos. Por isso podemos avaliar a opressão tirânica que se exercera por dezenas de anos contra um povo inocente, numa terra em que eram estrangeiros residentes. Segundo os três grandes ramos em que se divide nossa família humana, estes estrangeiros residenteseram do ramo semítico e moravam numa terra camítica. A opressão deles tornou-se finalmente tão extrema, que se tentou o que hoje se chama de “genocídio”, para causar a extinção desta família específica de semitas, que então havia aumentado ao ponto de ser um povo de destaque, uma nação realmente populosa, mas sem ter parte ativa no governo daquele país camítico.
6 Tratava-se evidentemente de...
tracking img