Oioi

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Resumo



3.4. “Da redenção” a vontade criadora e problema da liberdade



Na segunda parte do Zarastrutra depois da morte de Deus é celebrada avontade criadora,a harmonia do artista com a terra a sua sintonia com as mudançasda vontade de potência.

Já não é mais destacada a uniãohomem-mundo,mas é apontado uma possibilidade de divorcio do homem com o mundo.

No capitulo “Da redenção” Zarastrusta adverte há uma rocha que pode barrar esse caminhoe unidade.

O processo de libertação,possibilitado pela morte de Deus atinge uma instancia decisiva com a celebração da terra.A vontade queavalia,instraurando valores novos.

Nesta segunda parte do livro mostra que mesmo depois da morte de Deus e com ele a o fim da barreira para o homem que era a fé eleanda continua preso ao passado e a esperança.

Quanto ao passado o autor afirma que o este representa um limite intrasponível,só cabe aceita-lo ourepudiá-lo,porem jamais muda-lo.Por este motivo o tempo é vivido como prisão.

A vingança e o ressentimento são as duas afeições reativas q eu mostram a dorda vontade diante do “irevogaqvel do passado”.A vingança é o sentimento de rejeição que decorre do ressentimento contra o passar do tempo.

Já a esperançaé colocada como sofrimento,pois ela também é um tipo de prisão,pois o individuo esta sempre preso a esperança de almejar o impossível.Nietzche costumalembrar que a esperança,para os gregos,era o pior dos males.Por isso,na caixa ela ficava guardada bem no fundo da caixa de pandora,para que não pudesse sair.
tracking img