Oiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (325 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Aula-tema 5 : Conversação básica em LIBRAS


Passo 01

Infelizmente não conheço ninguém que fez curso de LIBRAS promovido pelo governo

Passo 02

Sim.Temos o curso de LIBRAS em Bauruna USP (Universidade de São Paulo),no Instituto FUNCRAF,na USC (Universidade do Sagrado Coração) e dentro do curso de pedagogia na Faculdade Anhanguera.

Passo 03

São Paulo,Bauru,SãoCarlos,Salvador (Bahia),Paraíba,Rio de janeiro,em Sergipe com o Instituto CAS(Centro de Capacitação de Profissionais da Educação e Atendimento às Pessoas com Surdez),Ceará,Pará no Mato Grosso osalunos e professores estão lutando para uma escola de LIBRAS e os métodos para ingressar nos cursos de LIBRAS são através de cursinhos onde as pessoas se inscrevem além de ter nas Faculdades eUniversidades também dentro e fora dos cursos de Licenciatura.

Passo 04

Com a inclusão dentro de sala de aula, todos os capacitados que trabalham com a vida escolar deveriam se obrigados ater o curso de LIBRAS e esse curso deveria também ser oferecido nas escolas para os alunos, pais, familiares e para a comunidade porque as crianças que sofrem de perda auditiva e só conseguem secomunicar através da linguagem de sinais tem de ter uma comunicação com todos para não se sentirem excluídas do mundo. Hoje as grandes faculdades e universidades possuem o curso de LIBRASdentro dos cursos de licenciatura e fora dos cursos licenciados para os interessados e isso é muito importante pois vivemos num mundo diversificado e temos que saber a nos comunicar com todas aspessoas, sejam elas deficientes auditivos ou não,porém infelizmente nem todas as pessoas tem interesse e ainda tem o pensamento fechado, dizendo isso que é perda de tempo ou que não farádiferença alguma caso eles não tenham parentes ou amigos com deficiência auditiva.A inclusão é tão discutida e defendida mas as pessoas também tem que fazer parte dessa inclusão e não só as escolas.
tracking img