Oiiiee

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2318 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1. INTRODUÇÃO


O histórico de enfermagem do paciente ortopédico no perioperatório é contínuo, começando com o contato inicial com o paciente. A familiaridade com procedimentos ortopédicos e o resultado previsto para o paciente melhoram a capacidade de reunir informações apropriadas e concluir o processo de enfermagem. O histórico de enfermagem também é melhorado pela obtenção de informaçõesespecíficas sobre o paciente com o médico. O consentimento informado fornece informações para confirmar os procedimentos anunciados e verificar o local da cirurgia. O constimento pode ter sido obtido antes da admissão na sala de cirurgia e deve ser revisto quando a precisão e totalidade.






































2. OBJETIVO

Foram relacionar ateoria com a pratica, juntamente com os diagnósticos e intervenções de enfermagem.
Buscar trazer um conhecimento amplo e diversificado ao tema proposto.
Entender a cirurgia de uma forma mais elaborada.




























3. METODOLOGIA

Foi realizado um estudo no período do mês de setembro, com a cliente que se propos a ser entrevistada pelosacademicos do 6º semestre da Universidade UNIDERP-ANHANGUERA, para falar da sua cirurgia.
Elaboramos um instrumento de coleta de dados o qual foi utilizado, onde obtivemos os diagnosticos e intervenções de enfermagem.
Foi realizado um vídeo audio/visual com a nossa cliente onde foi abordado todos os cuidados no perioperatorio para podemos ter um conhecimento mais amplo e abordar no desenvolvimento donosso trabalho.
























4. REVISÃO LITERÁRIA4.1 Cirurgia ortopédica

Muitos pacientes com disfuncões musculoesqueléticas são submetidas a uma cirurgia para corrigir a condição. As condições que podem ser corrigidas por cirurgias que incluem fraturas não estabilizadas, deformidades, doenças articulares, tecidos necrosados, ou infectados e tumores. Os procedimentos cirúrgicos frequentes incluem aredução aberta com fixação interna (RAFI) e a redução fechada com a fixação interna (os fragmentos de fratura não são expostos cirurgicamente) nas fraturas; artroplastia, meniscectomia e substituição articular das condições graves da extremidades (p.ex., gangrena, traumatismos maciço); enxertos ósseos para estabilizar articulações, preencher defeitos ou estimular a consolidação óssea; e a transferênciade tendões para melhorar o movimento. Os objetivos incluem melhorar a função pela restauração do movimento e a estabilidade e o alivio da dor e da incapacidade.


4.2 Indicação cirúrgica

As indicações para o tratamento cirúrgico ortopédico são: fraturas patológicas, fraturas iminentes em e ressecção tumoral simples com objetivo curativo em quatro.O objetivo da cirurgia é a estabilizaçãorígida da fratura estabelecida ou iminente, permitindo deambulação imediata do paciente quando possível ou a ressecção ampla da lesão com objetivo curativo nas lesões isoladas, sem outros órgãos acometidos, e que apresentam bom prognóstico oncológico. Artroplastias (convencionais, hemiartroplastias e endopróteses), osteossínteses (placas e hastes intramedulares) (TEIXEIRA, E.L, 2009)....
tracking img