Oficina de lingua portuguesa 1

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (479 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
= Assinale a alternativa errada quanto ao uso da crase.
Escolher uma resposta.
a. Maria foi à Barcelona mês passado. (correto)

= (ABC - MED.) Nas alternativas que seguem, há três frases, quepodem estar corretas ou não. Leia-as atentamente e marque a resposta certa:
I. O seu egoísmo só era comparável à sua feiura.
II. Não pôde entregar-se às suas ilusões.
III. Quem se vir em apuros,deve recorrer à justiça.

= (Fuvest – SP) – Assinale a frase gramaticalmente correta.
Escolher uma resposta.
a. Não sei por que discutimos.(correto)
= (ABC - MED.) Nas alternativas que seguem, hátrês frases, que podem estar corretas ou não. Leia-as atentamente e marque a resposta certa:
I. O seu egoísmo só era comparável à sua feiura.
II. Não pôde entregar-se às suas ilusões.
III. Quem sevir em apuros, deve recorrer à justiça.
Escolher uma resposta.
e. As três frases estão corretas(correto)

= (ABC - MED.) A alternativa em que o acento indicativo de crase não procede é:Escolher uma resposta.
d. O remédio devia ser ingerido gota à gota, e não de uma só vez(correto)

= As frases a seguir estão dispostas aos pares. Leia-as com atenção e assinale a alternativa em quehaja ERRO no emprego das palavras ou expressões destacadas.

I. Pedro mora naquela casa há cerca de dois anos.
Falamos bastante acerca de prostituição infantil.

II. Aquele aluno falava demaisdurante as aulas.
Necessito de mais paciência para lidar com eles.

III. Preciso sair agora, se não perderei o ônibus.
Senão me ajudares, terei que recorrer a outra pessoa.
Escolher uma resposta.e. III(correto)

= (FUVEST) Só os roçados da morte
compensam aqui cultivar,
e cultivá-los é fácil:
simples questão de plantar;
não se precisa de limpa,
de adubar nem de regar;
as estiagens e aspragas
fazem-nos mais prosperar;
e dão lucro imediato;
nem é preciso esperar
pela colheita: recebe-se
na hora mesma de semear.
(João Cabral de Melo Neto, Morte e vida severina)
Pergunta-se:...
tracking img