Oficina de leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1790 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 3 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
TÍTULO: OFICINA DE LEITURA: UMA PROPOSTA DINÂMICA PARA FORMAÇÃO DE LEITORES AUTORA: Andréa Carla Agnes e Silva1 INSTITUIÇÃO: Universidade Federal de Pernambuco – Escola Aberta ÁREA TEMÁTICA: Educação

1. INTRODUÇÃO “Formar leitores é compromisso da família e da escola. Também deve fazer parte dos interesses de toda a comunidade, pois uma sociedade não letrada, ou mesmo formada por leitoresfuncionais, está fadada à condição de miséria e indignidade. Nunca a questão da formação de leitores foi tão discutida como nos dias atuais, até porque se entende que o desenvolvimento de uma nação depende do nível de letramento dos seus habitantes. Não existe país livre e desenvolvido sem investimentos na educação e na leitura.” (Cavalcanti, 2002: p.2) O domínio da língua tem estreita relação com apossibilidade plena de participação social e política na sociedade, pois é por meio dela que os homens se comunicam, têm acesso à informação, expressam e defendem pontos de vista, partilham ou constróem visões de mundo, produzem conhecimentos. Essa é uma questão já posta por autores como Paulo Freire, Emília Ferreiro; Ana Teberosky; Joana Cavalcanti, dentre outros. No entanto, sabe-se que ficamuito distante a garantia do letramento de grande parte da população brasileira, pois permanecem os altos índices de repetência nas séries iniciais, diretamente ligados à dificuldade que a escola tem de ensinar a ler e a escrever. Outro aspecto de fundamental importância relacionado também com a formação de leitores, como apontam os Parâmetros Curriculares Nacionais, refere-se ao projeto educativocomprometido com a democratização social e cultural que atribui à escola a função e a responsabilidade de garantir a todos os seus alunos o acesso aos saberes lingüísticos necessários para o exercício da cidadania, direito inalienável de todos. Essa responsabilidade é tanto maior quanto menor for o grau de letramento das comunidades em que vivem os alunos. Considerando os diferentes níveis deconhecimento
1

Andréa Carla Agnes e Silva é dinamizadora do Programa "Escola Aberta", sob orientação de Telma Ferraz Leal e Alexsandro da Silva.

2

prévio, cabe à escola promover a sua ampliação de forma que, progressivamente, durante os oito anos do ensino fundamental, cada aluno se torne capaz de interpretar diferentes textos que circulam socialmente, de assumir a palavra e, como cidadão, deproduzir textos eficazes nas mais variadas situações. A UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) lança uma iniciativa de trabalho educativo que teve como ponto de partida a divulgação do seu diagnóstico sobre a violência no Brasil, em 2000. Naquela pesquisa, Pernambuco figurava como um dos estados mais violentos. Os dados indicavam que essa violência semanifestava principalmente entre os jovens na faixa etária dos 15 aos 25 anos. Esses dados indicaram, ainda, que a situação se agrava com mais freqüência nos finais de semana, coincidindo com a pausa das atividades escolares e do comércio. No mesmo ano (2000), foi iniciado um projeto piloto intitulado “Peteca”, com a abertura de 30 unidades escolares (20 da rede estadual e 10 da rede municipal doRecife), com a participação de jovens engajados nas mais diversas atividades, desde campeonatos de futebol e voleibol, concursos de pagode e shows de rock, oficina de teatro, artesanato e dança. Considerando o êxito da experiência piloto e os índices de violência no Estado de Pernambuco, a UNESCO firmou convênio com o Governo do Estado de Pernambuco, através da Secretaria de Educação, e com 13Prefeituras Metropolitanas para implantar o Projeto Escola Aberta – cultura de Paz e Lazer nas Escolas nos Finais de Semana, com a intenção de originar um impacto positivo e significativo na população jovem da região Metropolitana do Estado de Pernambuco. Ao eleger a escola como ponto de referência de suas ações, o Projeto Escola Aberta procura uma resposta de participação junto às comunidades, ampliando...
tracking img