Oficina de leitura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (294 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Cruzeiro do Sul
Letras Port./Ing. – 6D
Disciplina: Estudos Estilísticos e Semânticos
Profª Maria Valíria
24/08/2010

Carla Lima Massolla Aragão da Cruz


Respostasdos exercícios propostos:


1ª questão:

Sob o ponto de vista da gramática, a resposta da menina foi formulada de forma correta, entretanto sob o ponto de vista da estilísca, (quesegundo Matoso exprime os estados psíquicos ou atua sobre o interlocutor), demonstra que a situação pareceu engraçada pela colegial e que talvez ela não tenha acreditado que ambostivessem nome de plantas, e por isso tenha brincado ao informar seu nome também como de uma. Creio que o texto demonstra como muito improvável ser Samambaia, assim é possível inferir duaspossibilidades:
a) A menina não sabia que o nome dos deputados realmente eram aqueles e pensou que se tratava de uma brincadeira, e desta maneira inventou um nome engraçado;
b) Amenina já sabia a fama de que os deputados eram brincalhões e decidiu brincar também.




2ª questão:

a) Verificamos o uso de uma metáfora, uma vez cutucar, um verbo que exprime aação de toque de um objeto pontiagudo, é utilizado para expressar simbolicamente a ação das palavras sobre os interlocutores;
b) No sintagma: “respostas espirituosas”, o adjetivoespirituosas qualifica o tipo de respostas, cujo sentido transcende a de uma simples resposta para determinar que tipo de resposta, no caso bem humoradas. Sem este adjetivo o sentido do textomuda totalmente.


3ª questão:

a) Sim, porque a escolha do vocábulo confere ao texto certa familiaridade;
b) Talvez o autor do texto tenha escolhido essa expressão (à Casa)com o propósito de obter maior consonância com a descrição de uma situação corriqueira. Se por outro lado se utilizasse o vocábulo “ao prédio” o texto receberia maior formalidade.
tracking img