Oficina de leitura e escrita: crônica

Páginas: 8 (1901 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2011
Universidade Federal do Ceará – UFC
Curso: Letras
Disciplina: Estágio em Ensino de Língua Portuguesa
Professora supervisora de estágio: Aurea Zavam
Local: Centro Educacional da Juventude Padre João Piamarta
Aluno-estagiário: Eveline Montenegro
Oficina de Leitura e Escrita
PLANO DE AULA

DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
ASSUNTO: Crônica; características e conceitos

I. CONCEITOSCrônica, características e conceitos.

II. PROCEDIMENTOS

Explicar a respeito do conceito de crônica, ler os textos em destaque e trabalhar, os conceitos aprendidos durante a realização de atividades.

III. ATITUDES

Analisar e reconhecer corretamente as características e a estrutura de uma crônica.

IV. ESTRATÉGIAS

Conversa informal sobre o gênero crônica.
Explanação oral, com base no TDdistribuído, sobre a matéria proposta seguida pela leitura dos textos apresentados.

V. RECURSOS

- Trabalho dirigido.

VI. ATIVIDADES PROPOSTAS

Leitura e interpretação de crônicas, de modo a possibilitar que o aluno desenvolva habilidades e competências para reconhecer e produzir este gênero, assim como descrever suas principais características.

VII. FONTES DE CONSULTA
Conceito deCrônica:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cr%C3%B4nica_(literatura_e_jornalismo)
http://escrevendo.cenpec.org.br/ecf/index.php?option=com_content&task=view&id=942
Crônica Homem-trocado:
http://opinatudo.blogspot.com/2005/10/luis-fernando-verissimo-o-homem.html
Crônica O Lixo:
http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=7243
Curso de Letras
Docente: Eveline Montenegro
Professorasupervisora: Aurea Zavam
Aluno(a): _______________________________________________________ Turma: _______

Parte I: Conhecendo a crônica
HOMEM TROCADO
O homem acorda da anestesia e olha em volta. Ainda está na sala de recuperação. Há uma enfermeira do seu lado. Ele pergunta se foi tudo bem.
- Tudo perfeito - diz a enfermeira, sorrindo.
- Eu estava com medo desta operação...
- Por quê? Nãohavia risco nenhum.
- Comigo, sempre há risco. Minha vida tem sido uma série de enganos...E conta que os enganos começaram com seu nascimento. Houve uma troca de bebês no berçário e ele foi criado até os dez anos por um casal de orientais, que nunca entenderam o fato de terem um filho claro com olhos redondos. Descoberto o erro, ele fora viver com seus verdadeiros pais. Ou com sua verdadeiramãe, pois o pai abandonara a mulher depois que esta não soubera explicar o nascimento de um bebê chinês.
- E o meu nome? Outro engano.
- Seu nome não é Lírio?
- Era para ser Lauro. Se enganaram no cartório e...
Os enganos se sucediam. Na escola, vivia recebendo castigo pelo que não fazia. Fizera o vestibular com sucesso, mas não conseguira entrar nauniversidade. O computador se enganara, seu nomenão apareceu na lista.
- Há anos que a minha conta do telefone vem com cifras incríveis. No mêspassado tive que pagar mais de R$ 3 mil.
- O senhor não faz chamadas interurbanas?
- Eu não tenho telefone!
Conhecera sua mulher por engano. Ela o confundira com outro. Não foram felizes.
- Por quê?
- Ela me enganava.
Fora preso por engano. Várias vezes. Recebia intimações para pagar dívidas quenão fazia. Até tivera uma breve, louca alegria, quando ouvira o médico dizer:
- O senhor está desenganado.
Mas também fora um engano do médico. Não era tão grave assim. Uma simples apendicite.
- Se você diz que a operação foi bem...
A enfermeira parou de sorrir.
- Apendicite? - perguntou, hesitante.
- É. A operação era para tirar o apêndice.
- Não era para trocar de sexo?
Luis FernandoVeríssimo

1. A que gênero pertence o texto “Homem Trocado”? E quais características o afirmam como tal?
____________________________________________________________

____________________________________________________________

____________________________________________________________

2. Há vários tipos de crônicas: jornalística, narrativa, histórica e outras mais. Que tipo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • As mídias como subsídio para a leitura e escrita de crônicas e memórias literárias
  • Leitura de Crônicas
  • Oficinas de escrita
  • leitura e escrita
  • Leitura e escrita
  • Leitura e escrita
  • LEITURA E ESCRITA
  • Leitura e escrita

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!