Odontologia - tipos de disgenesias tratadas em um grupo de pacientes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2562 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de março de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Rev Inst Ciênc Saúde 2009;27(1):44-7

Prevalence of the several types of present dysgenesis in a group of patients treated at the Orthodontic – Facial Orthopedics Clinics of University Paulista, both at Campinas and São Paulo Campus
Fabiano Forjaz Braga de Camargo** Cícero Ermínio Lascala*** Welson Vieira**** Antonio Gomes Henriques**** Eduardo de Oliveira Lima***** Cristina Lúcia FeijóOrtolani******

Prevalência dos diversos tipos de disgenesias presentes em um grupo de pacientes tratados ortodonticamente nas clínicas da Universidade Paulista de São Paulo e Campinas*

Resumo Introdução – Os tipos de disgenesias podem ser classificados de diversas formas. O presente estudo teve como princípio dividi-las em quatro grupos: tamanho, forma, número e estrutura. Material e Métodos –Foram analisadas 504 radiografias panorâmicas em pacientes com idade entre 6 a 14 anos, já tratados ou em tratamento, nas clínicas de Ortodontia – Ortopedia Facial da Universidade Paulista, ambos nos Campus de Campinas e São Paulo. Resultados – Na amostra de 504 pacientes, encontrou-se 59 indivíduos com algum tipo de disgenesia, 30 do gênero masculino correspondendo a 51 % do total e 29 do gênerofeminino. Conclusão – Diante dos valores encontrados pode-se comprovar que 11% de qualquer amostra não viciada apresentarão algum tipo de disgenesia, e que dentre eles a de número (agenesias) respondem por aproximadamente 66% desse total e 7,70% de toda a amostra. Abstract Introduction – The dysgenesis types can be classified in several ways. The aim of the present study was to divide them in fourgroups: size, form, number and structure. Material and Methods – Five hundred four panoramic radiographs were analyzed from patients ranging from 6 to 14 years old, already treated or under treatment, at the Orthodontic – Facial Orthopedics Clinics of the University Paulista, both at Campinas and São Paulo Campus. Results – In the sample of 504 patients, we find 59 individuals with some type ofdysgenesis, 30 of the masculine sort corresponding 51% of total and 29 of the feminine sort. Conclusion – Ahead of the joined values we could prove that 11% of any vitiated sample will not present some type of dysgenesis, and that among them of number (agenesis) answer approximately for 66% of this total and 7.70% of the entire sample. Key words: Anodontia; Tooth abnormalities Palavras-chave:Anodontia; Anormalidades dentárias

Introdução Disgenesias dentárias é o termo usado para se classificar toda e qualquer alteração em dentes humanos. Apesar de alguns autores tentarem subdividi-las em grupos, e terem lançado teorias que as classificavam de acordo com a forma, tamanho, número, estrutura e posição, as disgenesias de números são as mais estudadas. A agenesia é uma alteração de número quesegundo a classificação de Neville8 (1998) é a mais comumente

encontrada, e com incidências variadas entre cada grupo de dentes. A oligodontia que significa “poucos dentes literalmente, a Anodontia, uma expressão extrema de oligodontia, denota ausência completa dos dentes. O termo anodontia parcial é sinônimo frequentemente usado para oligodontia. Hipodontia é usado para indicar a ausência de 7ou mais dentes. Na literatura observa-se que as disgenesias estão presentes em maior número na dentição permanente do que na decídua e também que sua ocorrência raramente perpetua-se na permanente.

* ** *** **** ***** ******

Monografia de conclusão do Curso de Especialização em Ortodontia e Ortopedia Facial da Universidade Paulista (UNIP), 2005. Professor da Disciplina de Especialização emOrtodontia da UNIP. Especialista em Ortodontia e Ortopedia Facial pela UNIP. E-mail: fabianoforjaz@uol.com.br Doutor em Diagnóstico Bucal pela Faculdade de Odontologia da Universidade de São Paulo (FOUSP). Professor da Disciplina de Especialização em Ortodontia da UNIP – Campinas. Especialista em Dor Orofacial pela Universidade Estadual Paulista (Unesp). Professora Doutora Titular da Disciplina...
tracking img