Odisseia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 19 (4635 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 7 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ULISSES E AQUILES REPENSANDO
A MORTE (ODISSÉIA XI, 478-491)*
Teodoro Rennó Assunção**

RESUMO Breve comentário de um trecho célebre do diálogo entre Ulisses e a psukhé de Aquiles no Hades (Odisséia XI, 478-491), a partir da discussão da hipótese de leitura de Karl Rüter que percebeu aí uma inversão dos
papéis tradicionais dos dois heróis em tensão: Ulisses deplorando os sofrimentos do seunóstos («retorno») e exaltando o kléos («glória») de Aquiles, e
a psukhé de Aquiles, por sua vez, desprezando o seu kléos imperecível e valorizando, face ao estado ínfimo de morto, qualquer forma de vida (mesmo a
socialmente mais baixa), ou seja: a continuidade da vida implícita no nóstos.
Palavras-chave: Ulisses, Aquiles, psukhé, Hades.
ABSTRACT A brief commentary on a famous passage of thedialogue
between Ulysses and Achilles’ psyche in the Hades (Odyssey XI, 478-491),
based on the discussion of the hypothesis of Karl Rüter who noticed there an
inversion of the traditional roles of the two heroes in conflict: Ulysses deplores the sufferings of his nostos («regress») and exalts the kleos («glory») of
Achilles; Achilles’ psyche, on its turn, disdains his non-perishable kleos andvalues, having before him the undermost state of the dead, any form of life
(even the lowest in society), that is: the continuity of life implied in the nostos.
Key words: Ulysses, Achilles, psyche, Hades.

Texto recebido em abril e aprovado em maio de 2003. Uma primeira versão deste artigo foi lida no XVI
Simposio Nacional de Estudios Clásicos realizado em Buenos Aires de 26 a 29 de setembro de2000.
** Professor de Língua e Literatura Grega (UFMG).

*

KRITERION, Belo Horizonte, nº 107, Jun/2003, p.100-109

Kriterion 107.p65

100

10/2/2006, 11:23

101

ULISSES E AQUILES REPENSANDO A MORTE

Núcleo gnômico que magnetiza forçosamente a atenção moderna ou
contemporânea, este recorte do diálogo entre Ulisses e a psukhé — menos
“alma” do que “sombra” — de Aquiles noHades poderia sem dificuldade ter
sido invocado por Nietzsche como imagem para refutar a moralmente duvidosa idéia cristã de que a verdadeira vida — liberta a alma do corpo — começa apenas após a morte, assim como o foi por Freud, em um artigo de 1915
(isto é: em plena guerra) intitulado “Nossa relação com a morte”, justamente
para mostrar como a princípio a existência post-mortem do defunto nãopassava de um apêndice, sem substância e valor, da mundana e corpórea vida
que experimentamos1 . Mas é a tensão entre dois modelos de heroísmo que
servirá de eixo a nossa interpretação, cuja forma de apropriação de um significado (e da maneira de significar) passará por uma leitura detida e, quando
necessário, minuciosa do texto grego em questão. Pois há mais sentidos entre
o texto e suaspossíveis leituras do que sonha a nem sempre vã mas certamente aproximativa arte de que dispomos: o comentário textual.
Comecemos então por uma tradução prosaica (que não visa em português nenhuma correspondência rítmica com o hexâmetro dactílico) do núcleo
deste célebre diálogo entre Ulisses e a psukhé de Aquiles no Hades:
“ ‘ Ó Aquiles, filho de Peleu, o mais forte dos Aqueus,
vim por necessidadede Tirésias, para que algum conselho
ele me dê sobre como eu possa chegar à rochosa Ítaca.
Pois ainda não cheguei perto da Acaia, nem sobre minha
terra pus os pés, e sempre suporto males; mas do que tu, Aquiles,
nenhum homem antes (foi) mais bem-aventurado nem (será) a seguir.
Pois antes, estando vivo, te honrávamos como aos deuses,
nós os Argivos, por sua vez agora tens amplo poder sobre osmortos,
estando aqui; por isto não te aflijas por estar morto, Aquiles.’
Assim eu disse, e ele, de imediato retrucando, disse para mim:
‘ Não me consoles da morte, ilustre Ulisses !
Preferiria, sendo um lavrador, alugar meus serviços a um outro,
a um homem sem-lote, que não tem muitos recursos,
do que reinar entre todos os mortos já perecidos.’ ”2
( Odisséia XI, 478-491 )

1

2...
tracking img