Od, oi e predicativo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 18 (4344 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
OBJETO DIRETO E INDIRETO

Há verbos que por não terem sentido completo, reclamam um com¬plemento, chamado verbal. O mesmo acontece com alguns nomes (substantivos e adjeti¬vos), que pedem um complemento chamado nominal. Os complementos reclamados pelo verbo são três: objeto direto, objeto indireto e agente da passiva; já os nomes pedem apenas o complemento nominal. Os complementos que os verbospedem abordados aqui serão o Objeto Direto e o Objeto Indireto.

Objeto direto

O Objeto direto é o termo da oração que completa a significação de um verbo transitivo direto sem auxílio de preposição obrigatória:

Sujeito / VTD / Objeto direto
¬Carlos / vendia / livros.

Sujeito / VTD / Objeto direto
Os passageiros / esperavam / o trem.

Sujeito / VTD / Objeto direto
Os velhos / usam/ bengala.

Sujeito / VTD / Objeto direto
Luisinho / quebrou / dois pratos.

O objeto direto é, enfim, o complemento do verbo transitivo direto.

Evidentemente, o objeto direto pode estar completando o sentido de um verbo tran¬sitivo direto e indireto (pois tal verbo também é transitivo direto).

VTDI / Objeto direto / Objeto Indireto
Oferecemos / uma medalha / ao primeiro colocado.Objeto indireto

O Objeto indireto é o termo da oração que completa a significação de um verbo transi¬tivo indireto, sempre com auxílio de uma preposição obrigatória:

Sujeito / VTI / Objeto Indireto
Carlos / gosta / de música.

Sujeito / VTI / Objeto Indireto
O professor / confia / em seus alunos.

VTDI / Objeto Direto / Objeto Indireto
Oferecemos / uma medalha / a Carlos.

Sujeito /VTI / Objeto Indireto
Edite / desconfia / de tudo.

Sujeito / VTI / Objeto Indireto
O inimigo / resistiu / ao ataque.

O objeto indireto é, enfim, o complemento do verbo transitivo indireto.

Observe que a preposição que introduz o objeto indireto não possui significação al¬guma; ela é mero elo sintático entre o verbo e seu complemento. Os objetos podem ser representados por:

a) Umsubstantivo: Ligia comprou flores.

b) Um pronome substantivo: Nunca vi aquilo.

c) Um numeral: O apostador recebeu um milhão.

d) Uma palavra substantivada: Como resposta, ele, recebeu um não.

e) Uma oração subordinada: Espero que você me auxilie.

Observações:

1) Alguns verbos admitem dois objetos indiretos. Ex.:

A mulher se queixou do patrão/ à polícia.
Emerson desculpou-se doocorrido/ à namorada.

2) O pronome oblíquo o (e variações) só exerce a função de objeto direto; o pronome lhe (e variação) só exerce a função de objeto indireto. Os demais pronomes ora exercem a função de objeto direto, ora a de objeto indireto, conforme a transitividade verbal. Exemplos:

Ninguém me viu. (me = OD; viu = VTD).
Ninguém me obedece. (me = OI; obedece = VTI).

3) Verbostransitivos diretos e indiretos, em virtude de trazerem dois complementos distintos, podem estar na voz passiva, com objeto indireto. Ex.:

"A independência nunca é dada a um povo. Ela deve ser conquistada e, uma vez conquistada, tem que ser defendida.”

Não se deve confundir esse complemento indireto com o complemento nominal.

Diferença entre Objeto Indireto e Complemento Nominal

O objetoindireto completa o sentido de verbo; o complemento nominal prende-se a um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), ainda que ambos os termos venham precedidos de preposição. Ex.:
Creio em Deus. (OI)
A crença em Deus é necessária. (CN)

Gosto de boas leituras. (OI)
O gosto às boas leituras tornou-o sábio. (CN)

Lembrou-se dela e chorou. (OI)
A lembrança dela fê-Io chorar. (CN)

ObjetoDireto Preposicionado

Sabe-se que o objeto direto é o termo da oração que completa a significação de um verbo transitivo direto sem ser introduzido por preposição obrigatória. Casos há, no en¬tanto, em que o objeto direto pode vir introduzido por preposição, que evidentemente não será obrigatória, isto é, não será exigida pelo verbo. Geralmente é “a” e raramente “de”.
É bom lembrar ainda que...
tracking img