Obra memorias de um sargento de malicias e periodo historica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1116 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PESQUISA : A história do Brasil e a ficção brasileira.



* Livro : Memórias de um Sargento de Malícias, Manuel Antônio de Almeida.



Este romance foi escrito por Manuel Antônio de Almeida. De junho de 1852 a julho de 1853 o autor publicou anonimamente, os folhetins que compõem as "Memórias de um Sargento de Milícias", reunidas em livro entre 1854-1855, em dois volumes, com opseudônimo de "Um Brasileiro". Na 3ª edição, em 1863, o escritor apareceu com seu nome verdadeiro.
Neste livro, vemos a história de Leonardo conhecido também como Leonardinho, filho ilegítimo dos portugueses Leonardo Pataca e Maria da Hortaliça. Seus pais se separam e não querem assumir e criar Leonardinho. Foi aí então, que foi decidido que quem tomaria conta de Lonardo seria seu padrinho (umbarbeiro) e de sua madrinha (uma parteira).
Memória de um Sargento de Milícias é uma obra que contém um estilo singular, já que apresenta vários procedimentos que fogem do padrão da prosa romântica  do século XIX. Por exemplo, o personagem do livro, Leonardinho, rompe com o mito do "herói romântico". Na época em que a obra foi publicada, o movimento literário dominante era o Romanstimo. Estemovimento cresce no Brasil com o sentimento de nacionalismo, se busca o passado histórico, se exalta a natureza da pátria... O autor utiliza uma linguagem popular, mais “brasileira”, ou seja, uma linguagem do povo. 
Manuel Antônio de Almeida nasceu no Rio de Janeiro e era filho de imigrantes portugueses: seu pai Antônio de Almeida e sua mãe: Josefina Maria de Almeida. Ele fez faculdade demedicina mas por razões financeiras, como não tinha muito dinheiro, foi obrigado a estudar letras para no final, acabar se formando em medicina mas nunca exercer a profissão. Este escritor tendo uma infância pobre, contribuiu para que o personagem principal da obra se parecesse com ele. Ou seja, foi provavelmente no contexto humilde onde viveu que o autor buscou o universo de sua obra. Os portugueses descobriram o Brasil dia 22 de junho de 1500. Logo no início, houve um pacto colonial entre Portugal e Brasil. Ou seja, Portugal é o único a poder calonizar as riquezas do solo brasileiro, é a unica nação a poder vender tudo o que sai do Brasil à Europa. Durante os três primeiros séculos onde durou o pacto colonial, o Brasil teve o modelo econômico dedirigismo, a coroa portuguesa vai determinar, decidir quais vão ser as produções e vai fazer isso em função de suas necessidades. 
Foi no século XIX que a corora portuguesa decidiu se instalar no Brasil. Dia 8 de março de 1808, o futuro monarca e a familia real, desembarcaram no Rio de Janeiro trazendo a prataria de uso privado. Não houve rejeição nenhuma, pelo contrário, foi uma honra receber orei de Portugal. A corte trouxe com ela toda a intelectualidade, toda nobreza. Porém, Portugal não queria que o Brasil crescesse. Entre os anos de 1808 e 1821, o Brasil se tornou o centro administrativo do governo português. 


Vemos na obra de Manuel Antônio de Almeida que no início, ela relata o período da vinda da família real para o Brasil, do tempo em que D. João VI se refugiou no Riode Janeiro, ou seja, do início do século 19. Logo no primeiro capítulo, vemos que os pais de Leonardinho se apaixonam durante a viagem de um país ao outro. O que mostra que durante a viagem, se acontecia muitas coisas. Os povos se misturavam e a diversidade da época aumentava. As condições de viagem eram muito difíceis, e é por isso que na maioria das vezes, haviam muitas mortes e o número depessoas que saiam de Portugal, não era o mesmo que chegava no Brasil. Entre 1531 e 1866, 5,5 milhões sairam de Portugal e só 4,8 milhões chegaram no Brasil (ou seja, 667000 morrreram).

Nesta obra vemos também, a vida suburbana do Rio de Janeiro daquela época. Vemos que o modo de vida do povo carioca da época não é o mesmo que o da corte.
A madrinha e o padrinho de Leonardinho, que foram quem...
tracking img