Obra amor de perdição

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (463 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
A obra Amor de Perdição relata dois apaixonados, Simão e Teresa, que têm como obstáculo para a realização amorosa a rivalidade entre as famílias.
Quando o pai de Teresa descobriu por quem ela estavaapaixonada obrigou a casar com o seu primo Baltasar e se esta não o fizesse teria que ir para o convento. Teresa rejeitou o casamento, e por isso foi enviada para o convento de Monchique, no Porto.Nesta história podemos relacionar o comportamento das famílias antigamente e actualmente.
Antigamente os pais eram mais autocratas, ou seja não discutiam os problemas com os filhos, eles simplesmentetomavam as decisões e pronto, escolhiam a esposa ou o esposo para os seus filhos, assim como a profissão, onde morariam e etc. E quando havia somente uma filha mulher na família, essa não poderia secasar, pois deveria cuidar dos pais na velhice.
Se os filhos desrespeitássem as regras eram punidos/castigados severamente, se o filho ou a filha nascesse homossexual eles colocavam num quarto atémorrer pois diziam que estava com uma doença contagiosa.
Antigamente todas as familias tinham imensos filhos. Os filhos eram obrigados pelos pais a trabalharem desde muito cedo, sendo assim obrigadosa crescerem e enfrentarem a vida desde então, muitas vezes tinham de deixar estudar.Os pais eram muito autoritários, comandavam a educação dos filhos. Antes era impensável ter conversas com os paissobre determinados assuntos como drogas e doenças transmissíveis.
Mas a sociedade graças a Deus foi mudando, agora os pais já conversam com os seus filhos e respeitam a decisão dos mesmos, os ensinam,dão liberdade são pais mais participativos. A única coisa que ainda falta é estabelecer os limites, hoje em dia justamente pelos pais estarem tão pouco tempo com os seus filhos, eles não conseguemestabelecer limites na educação dos mesmos. Estabelecer limites não é bater e sim dialogar, colocar regras e saber, que mesmo numa uma sociedade democrática, as regras existem e devem ser respeitadas,...
tracking img